Ir para o conteúdo principal

Sindicato RTBU, afiliado à ITF, inicia campanha para manter #NossoTransportePúblico com a população

05 Aug 2019

Líderes e ativistas do Sindicato de Trens, Bondes e Ônibus (RTBU) iniciaram uma campanha para manter o transporte público do Sul da Austrália em mãos públicas.

O governo do estado está em busca de ofertas do setor privado para assumir a operação da rede de trilhos e bondes de passageiros em Adelaide.

O secretário do ramo do Sul da Austrália do RTBU, Darren Phillips, disse: “Os serviços de trens e bondes do Sul da Austrália pertencem ao povo e a ninguém mais.

“A única razão pela qual uma empresa privada iria querer gerir um serviço de trem ou bonde seria ganhar dinheiro com isso, às custas tanto dos contribuintes quanto dos passageiros.

“Em Victória, os operadores privados das redes de trem e bonde drenaram AUD350 milhões em lucros do sistema de transporte público em apenas sete anos. Serviços de trânsito para as massas devem ser geridos pelo povo, para o povo – não em função dos lucros de empresas no exterior e de seus acionistas.”

Os sindicatos envolvidos no programa da ITF #NossoTransportePúblico que passaram pela experiência da privatização já escreveram cartas de solidariedade ao RTBU.

Sabemos bem que toda essa privatização significa redução de direitos dos trabalhadores e cortes de serviços para a população.

“É por essa razão que lutamos há décadas contra a privatização e a terceirização dos nossos serviços de trens e metrô na Coreia do Sul”, escreveram Junsik Choi e Sangsu Jo em carta do Sindicato Coreano de Trabalhadores dos Serviços Públicos e dos Transportes (KPTU).

Além disso, Wayne Butson, do RMTU da Nova Zelândia, escreveu: “O RMTU já passou a experiência da privatização, de forma que pode falar com base nessa experiência. Como poderão se lembrar, todas as vias férreas da Nova Zelândia, incluindo os serviços de metrô em Wellington e Auckland, foram privatizadas em 1993... A privatização da NZ Rail é entendida universalmente como tendo sido um desastre.”

John Mark Mwanika, presidente do comitê diretor da ITF para o transporte urbano, disse: “Estamos passando por uma emergência de mudança climática! Os governos precisam expandir e melhorar o transporte público e criar milhões de empregos novos e decentes. Precisamos deixar de dar de bandeja o nosso transporte e serviços públicos para empresas privadas.”

Você pode acompanhar as atualizações da campanha nas mídias sociais ao procurar #NossoTransportePúblico e ver o site da campanha.

Publicar um novo comentário

Restricted HTML

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <cite> <blockquote cite> <code> <ul type> <ol start type> <li> <dl> <dt> <dd> <h2 id> <h3 id> <h4 id> <h5 id> <h6 id>
  • Lines and paragraphs break automatically.