Ir para o conteúdo principal

Rodovias mais seguras para todos: A ITF apoia padrões globais nas estradas para salvar vidas

Todos aqueles que usam as rodovias têm o direito de saber que todo o possível está sendo feito para mantê-los seguros. Mas, esse não é o caso:  1,35 milhões de pessoas por ano, 3.700 por dia, mais de duas pessoas por minuto estão morrendo nas estradas. É um escândalo, e estamos dizendo, basta!.” – Stephen Cotton, Secretário Geral da ITF

Crédito: Adam Cohn

A ITF está solicitando apoio para que novos padrões globais sejam colocados em prática, a fim de evitar a morte de milhões pessoas, todos os anos, nas rodovias do mundo - a estimativa é de 1,35 milhões de mortos, além de 50 milhões seriamente feridos.

Para que novas diretrizes sejam implementadas, de forma a fazer diferença e salvar vidas, precisamos do apoio daqueles que trabalham e usam as rodovias, dos sindicatos de trabalhadores em transporte, dos empregadores e governos.

A adoção desses padrões é simplesmente a coisa certa a ser feita, pelo bem de todos. Quando pensamos no número de pessoas que usam as estradas e no volume de mercadorias que circula com elas, percebemos o quanto esses padrões são importantes. Então, você considera o quanto as estradas se tornaram perigosas e percebe que, cada segundo sem esses padrões, está custando vidas e destruindo famílias,disse o secretário geral da ITF, Stephen Cotton.

Quando mais pessoas nos apoiarem, maior a chance de conseguirmos colocar estes padrões em prática e salvarmos vidas,adicionou Cotton.

Crédito: Jaxport

A ITF reivindica que:

As diretrizes incluem vários pontos chave que a ITF acredita que devem ser incorporados às legislações nacionais, incluindo que:

  • "compradores de transportes" e outras "partes da cadeia de transporte rodoviário" tenham responsabilidade geral pelo trabalho decente e segurança nas estradas eles são os grandes clientes no topo da cadeia de produção; os empregadores econômicos
  • pela primeira vez, o empregador econômico seja responsável pela cadeia de produção
  • seja estabelecida e imposta remuneração sustentável para todos os motoristas de veículos motorizados comerciais
  • as diretrizes englobem caminhoneiros de longa distância, transporte de passageiros e logística de curta distância
  • todos os motoristas sejam reconhecidos como trabalhadores, independentemente da situação empregatícia
  • os governos forneçam e regulem os contratos de adesão
  • trabalhadores em "formas emergentes de emprego", como a economia informal, tenham o direito de participar das negociações coletivas, independentemente de seu vínculo empregatício com o empregador
Crédito: Mario Micklisch

Entre em ação

A ITF convoca os sindicatos filiados a pressionarem governos, empresas de transporte e compradores de transporte para que as diretrizes sejam implementadas na legislação, regulamentos e práticas.

A ITF e a OIT produzirão materiais de apoio e oferecerão treinamento. Os filiados interessados devem entrar em contato com Deniz Akdogan: Akdogan_Deniz@itf.org.uk

 

Publicar um novo comentário

Restricted HTML

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <cite> <blockquote cite> <code> <ul type> <ol start type> <li> <dl> <dt> <dd> <h2 id> <h3 id> <h4 id> <h5 id> <h6 id>
  • Lines and paragraphs break automatically.