Ir para o conteúdo principal

Privatização das ferrovias

Protegendo os empregos dos ferroviários

Querendo que as ferrovias voltem a ser estatais. As políticas neoliberais afetaram seriamente os ferroviários e os seus sindicatos no mundo todo.

Tais políticas reduziram o número de redes de ferrovias e causaram uma mudança rumo à contratação de mão de obra temporária. Também resultaram em:

  • Declínio dos níveis de segurança
  • Perdas de emprego
  • Fechamento de linhas não lucrativas
  • Aumento de subcontratação no setor ferroviário

No mundo todo, instituições tais como o Banco Mundial estão encorajando a privatização. Na Europa, a ETF e os seus sindicatos estão lutando contra o 4º pacote ferroviário da União Europeia, usando sua influência internacional para fazer lobby em favor de manter intactos os trens e as ferrovias europeias..

Os sindicatos devem assumir a liderança na promoção de alternativas à privatização. Devemos:

  • Solidarizar-nos uns com os outros
  • Compartilhar informação e experiências por meio da internet e das redes sociais, a exemplo da ITF Rail Update Facebook page.
  • Compartilhar atualizações referentes a campanhas, setor e segurança.

How unions are fighting back in Korea

A ITF apoia os grevistas coreanos e o seu direito de fazer greve e de fazer campanha contra a privatização. Você já compartilhou os detalhes desta campanha com seus afiliados?

Leia mais sobre a campanha dos ferroviários da Coréia.

 

Publicar um novo comentário

Restricted HTML

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <cite> <blockquote cite> <code> <ul type> <ol start type> <li> <dl> <dt> <dd> <h2 id> <h3 id> <h4 id> <h5 id> <h6 id>
  • Lines and paragraphs break automatically.