Ir para o conteúdo principal

Sindicatos australianos fazem piquete em estações de trem de Melbourne mudando o tom na luta com a MTR de Hong Kong

29 Nov 2019
Comunicado à imprensa
Centenas de membros australianos de sindicatos mudaram o tom em sua luta com a Metro Trains Melbourne (MTM), uma filial da estatal de Hong Kong chamada MTR, ao fazerem piquete em frente a centenas de estações de trem, a fim de angariar o apoio da comunidade para os ferroviários engajados em uma árdua luta por um novo acordo.

Mais de 200 membros do Sindicato de Bondes e Ônibus (RTBU), junto com membros da comunidade, entregaram 60.000 panfletos aos passageiros da hora do rush, para informar aos cidadãos de Melbourne a respeito dos ataques às suas condições de trabalho e à qualidade do serviço prestado aos passageiros. 

A MTR já está sob pressão à medida que a MTM continua sendo assolada por falta de confiabilidade e pontualidade. Outubro foi o segundo mês consecutivo, e a quarta vez este ano, que a MTM teve que compensar os passageiros por seu desempenho ruim. 

A Sra. Luba Grigorovitch, secretária do RTBU de Victoria, anunciou a mudança de tom da campanha do sindicato: “Se a MTM não se dispõe a negociar em pé de igualdade com seus trabalhadores, não temos escolha senão subir o tom de nossa campanha em prol de um tratamento justo. 

"A MTR-MTM está tentando lucrar usando filigranas legais para impedir os membros do RTBU de exercerem o seu direito democrático de greve. Tivemos que ir à Justiça para nos livrarmos dos obstáculos jurídicos para que os nossos membros recorressem à greve,” disse a sra. Grigorovitch.

O secretário geral da ITF, Stephen Cotton, comentou sobre a mobilização da comunidade e prestou apoio da Federação Internacional dos Trabalhadores em Transportes (ITF) e dos 18 milhões de trabalhadores em transportes do mundo todo que a ITF representa. 

“Continuamos apoiando o RTBU na realização de sua campanha por toda Melbourne e em qualquer outro lugar que seja necessário, de forma a garantir que cada passageiro esteja ciente do desprezo que a MTR-MTM tem pelas pessoas que permitem que suas cidades se movimentem,” disse o Sr. Cotton.

“Os ataques da MTR-MTM demonstram o quão desconectado das expectativas da comunidade está o conselho da MTR. O movimento sindical internacional irá trabalhar incansavelmente para assegurar que os trabalhadores dos trilhos obtenham o respeito que merecem e que os passageiros obtenham o serviço pelo qual pagam.

"A comunidade de Melbourne já está farta de serviços de trem cancelados, adiados e abaixo do padrão e não irá tolerar demais tentativas de a MTR-MTM reduzir a qualidade da rede”, disse o Sr. Cotton. 

O RTBU diz que usará outdoors, anúncios móveis, anúncios na rede e totens nas ruas de todas as principais estações de trem para que “a MTR-MTM preste contas".

O RTBU também é apoiado pelo Comitê Sindical Australiano (ACTU) e a Federação Internacional dos Trabalhadores em Transportes (ITF) que representa mais de 18 milhões de trabalhadores no mundo todo.

O RTBU representa todos os empregados trabalhando em operações e manutenção do sistema ferroviário metropolitano de Melbourne.

 

Publicar um novo comentário

Restricted HTML

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <cite> <blockquote cite> <code> <ul type> <ol start type> <li> <dl> <dt> <dd> <h2 id> <h3 id> <h4 id> <h5 id> <h6 id>
  • Lines and paragraphs break automatically.