Ir para o conteúdo principal

ALSA volta atrás em negociações com a UMT

30 Jul 2019
A empresa de vagões ALSA voltou atrás em seu compromisso anterior para abrir relações trabalhistas com a UMT, o sindicato representando os trabalhadores do transporte rodoviário do Marrocos.

A ALSA, uma subsidiária espanhola da empresa britânica National Express, tem causado controvérsia  com relação ao seu tratamento dado aos empregados em diversos países. Esta semana, uma delegação internacional de afiliados da ITF, representando os trabalhadores da ALSA, incluindo CCOO e UGT da Espanha e o Teamsters, dos Estados Unidos, viajaram a Marraquexe para apoiar a UMT em seu diálogo com a empresa.

Ao mesmo tempo em que foi agendada uma reunião com a ALSA para o dia 24 de julho, a direção da empresa a cancelou de última hora e alegou que havia confusão com relação às datas. A UMT e os sindicatos que a apoiam, junto com a ITF, entregaram uma carta na sede da empresa expressando o seu desapontamento com a recusa da ALSA em se engajar com sua mão de obra marroquina.

Bilal Malkawi, secretário regional da ITF para o Mundo Árabe, disse: “A ALSA está enviando uma mensagem extremamente ruim aos seus trabalhadores marroquinos: valorizamos vocês menos que os empregados em outras partes do mundo. Além disso, o cancelamento de uma reunião para evitar o diálogo trabalhista é uma maneira especialmente atrapalhada de fazê-lo.”

“Na verdade, com uma delegação internacional da ITF em Marraquexe para apoiar a UMT, isto apenas realçou para os empregados de outros países do que a diretoria da ALSA é capaz quando julga que pode escapar impune. A ITF e os seus afiliados continuarão a apoiar os trabalhadores marroquinos até que desfrutem dos mesmos direitos sindicais que seus colegas na Europa e na América do Norte.”
 

Publicar um novo comentário

Restricted HTML

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <cite> <blockquote cite> <code> <ul type> <ol start type> <li> <dl> <dt> <dd> <h2 id> <h3 id> <h4 id> <h5 id> <h6 id>
  • Lines and paragraphs break automatically.