Ir para o conteúdo principal

Severino Almeida Filho

É com tristeza que a ITF comunica o falecimento de Severino Almeida, ex-presidente do Sindicato Nacional dos Oficiais da Marinha Mercante, SINDMAR, ex-membro do Comitê Executivo da ITF, e ex-vice-Presidente da ITF para América Latina. Severino deixa um legado duradouro de uma vida de luta para melhorar os direitos e as condições de trabalho dos marítimos brasileiros. A ITF envia seus mais sinceros pêsames e condolências à sua família e a seus muitos amigos e companheiros em todo o mundo.

Comentário de Paddy Crumlin, presidente da ITF e secretário nacional do Sindicato dos Marítimos da Austrália:

“A ITF e o Sindicato dos Marítimos da Austrália transmitem as mais sinceras condolências à família, amigos e companheiros de Severino por seu falecimento prematuro. Ele foi um líder sindical de imensa presença, intelecto, compromisso e valores trabalhistas durante toda sua vida profissional diferenciada.”

“Ele era um verdadeiro internacionalista. Seu entusiasmo, paixão e energia incansável foram sempre dirigidos em benefício da classe trabalhadora em geral e, principalmente, dos marítimos e trabalhadores do mar. Ele era um pilar de força para seus membros e seu sindicato. Ele entendeu que a luta por condições decentes para marítimos nacionais e internacionais fazia parte de um compromisso com a frente unida de ação e, às vezes, uma firme reconciliação de pontos de vista dos sindicatos.”

“Encontrei-o pela primeira vez em 1992 na OIT, em Genebra, onde estávamos processando nossa campanha por uma convenção internacional que protegesse os marítimos que trabalham em uma das indústrias mais exploradoras e desregulamentadas do mundo. Sua liderança e papel naquele momento, como sempre, foi essencial para a longa campanha pela declaração dos direitos dos marítimos, a Convenção do Trabalho Marítimo. Nós desfrutamos de uma amizade duradoura.” 

“Carismático, com senso de humor e capaz de rir de si mesmo, ele não tinha medo de enfrentar qualquer problema que fosse contra os melhores interesses da indústria, políticos e econômicos de seus membros ou dos trabalhadores em geral. Ele foi imensamente respeitado e admirado, e fará muita falta. Adeus companheiro Seve.”

Stephen Cotton, secretário-geral da ITF:

“Severino foi um defensor apaixonado dos marítimos brasileiros. Não lhe importava que fosse um marinheiro trabalhando em um navio graneleiro ou no setor de petróleo e gás, ele sempre quis os melhores termos e condições possíveis e oportunidades de carreira para seus membros.”

“Ele não apreciava o TCC ou o IBF, e invariavelmente contestava a política com a única intenção de dar aos marítimos o melhor padrão possível. Foi sempre coerente com suas ideias e com aquilo que defendia.”

“Era um homem verdadeiro, de palavra, e firme em seus princípios ao longo de sua carreira na ITF, ao defender os marítimos os marítimos no CPJ ou ao dar voz às preocupações da América Latina. Obrigado por todas as memórias Severino, descanse em paz.”

Comentário de Edgar Díaz, secretário regional da ITF para a América Latina e o Caribe

“Severino foi um dos mais importantes líderes sindicais marítimos no Brasil, e um incansável defensor dos direitos dos trabalhadores, quase sempre com posições firmes. Ele fez parte do Comitê Executivo da ITF representando a América Latina. Prestamos nossa homenagem e expressamos nosso reconhecimento a um líder sindical que sabia como orientar com inteligência e habilidade na resistência aos ataques a condições de trabalho justas no setor marítimo.”

Comentário de David Heindel, presidente da Seção de Marítimos da ITF:

“O companheiro Severino era um líder trabalhista com princípios e um grande amigo. Ele lutou pela preservação da cabotagem e as políticas da ITF sobre bandeiras de conveniência. Ele fará muita falta, não só no Brasil, mas para todos os marítimos do mundo.”