Ir para o conteúdo principal

ITF/IRU: Reivindicações conjuntas para governos e órgãos internacionais

14 Apr 2020

Trabalhadores e empresas de transportes são o sangue que corre nas veias da economia global: conectar pessoas, ligar cadeias de suprimento e manter o mundo em andamento. O seu trabalho e serviços são vitais para responder com êxito ao desafio do surto de Covid-19, superando-o.

A Federação Internacional dos Trabalhadores em Transportes (ITF), a voz de mais de 19 milhões de trabalhadores em transportes, e a o Sindicato Internacional do Transporte Rodoviário (IRU), a voz de 3.5 milhões de empresas de transportes do mundo todo, uniram forças para ressaltar a importância dos seus membros e defender os seus interesses durante a pandemia de Covid-19.

Esta declaração estabelece as reivindicações-chave que governos e órgãos internacionais devem abordar para assegurar que as cadeias de suprimento e mobilidade não sejam afetadas de maneira desfavorável, seja agora ou no futuro, e para proteger os trabalhadores em transportes que estão no âmago de tudo o que fazemos.

A pandemia de Covid-19 jogou os holofotes sobre o transporte rodoviário, mostrando uma vez mais o papel indispensável que as empresas de transporte rodoviário e os seus trabalhadores desempenham na manutenção das cadeias de suprimento, para garantir que produtos médicos, comida e demais itens essenciais cheguem a cada um de nós.

Motoristas e seus empregadores são os heróis silenciosos a merecer reconhecimento, hoje mais do que nunca. A sua coragem, profissionalismo e compromisso são a força motriz que nos mantém em andamento durante estes tempos difíceis.

As preocupações mais imediatas para o setor do transporte rodoviário dizem respeito a manter os itens essenciais, tais como comida e suprimentos médicos, circulando da maneira mais segura possível para os trabalhadores dos transportes, ao mesmo tempo em que se garanta a viabilidade econômica e a continuidade das empresas de transporte tanto de carga quanto de passageiros, assim como os empregos que estas representam.

Com aproximadamente 6% dos trabalhadores do mundo todo empregados na indústria do transporte rodoviário, principalmente em empresas pequenas e médias, fica claro que o transporte rodoviário forma uma parte essencial de uma economia global que funcione bem, particularmente em tempos de crise. Como resultado, o funcionamento ágil das cadeias de mobilidade e suprimento e a continuidade das entregas diárias aos consumidores dependem da viabilidade dessas pequenas e médias empresas de transporte rodoviário e da saúde e bem-estar de seus motoristas altamente qualificados e experientes.

Portanto, a ITF e a IRU conclamam os governos e os órgãos internacionais a agirem no sentido de imediatamente:

  • Reconhecer que o trabalho de motorista de veículo comercial é vital para a economia mundial, as cadeias internacionais de suprimento e a mobilidade da população.
  • Designar o transporte rodoviário como serviço chave ao prestar serviços imprescindíveis que permitem a mobilidade de pessoas, de comida e de suprimentos médicos durante a resposta à Covid-19.
  • Designar os trabalhadores do transporte rodoviário como trabalhadores-chaves e garantir-lhes a mesma proteção dada a outros serviços essenciais durante a resposta à Covid-19.
  • Rapidamente desenvolver e implementar a prática padrão na logística transfronteiriça, a fim de garantir a segurança, a saúde e o bem-estar dos motoristas. Isto inclui instalações sanitárias e alimentícias apropriadas para os motoristas de longas distâncias, por meio de consulta com os parceiros sociais do transporte rodoviário, da ITF e do IRU, e dos especialistas do setor.
  • Proteger serviços de mobilidade e cadeias de suprimentos da atualidade e do futuro mediante a oferta prioritária de apoio governamental para as pequenas e médias empresas com vistas a assegurar o emprego.
  • Iniciar um diálogo tripartite em nível nacional entre governos, empregadores e sindicatos para apoiar a indústria do transporte rodoviário e desenvolver planos de ação específicos, incluindo apoio financeiro.
  • Assegurar acesso à assistência financeira concernente à Covid-19 para a indústria do transporte rodoviário, em particular para as pequenas e medias empresas, a fim de apoiar a continuidade e resiliência das cadeias de mobilidade e suprimento.
  • Reivindicar que clientes, despachantes de carga e autoridades respeitem os motoristas, o que inclui dar acesso a serviços essenciais, incluindo instalações sanitárias limpas nos pontos de carga e descarga e passagens de fronteira para os motoristas.

Devemos continuar com as homenagens aos nossos heróis das estradas mediante a valorização em voz alta de seu trabalho, dando voz às suas preocupações e assegurando que suas necessidades sejam satisfeitas.

Publicar um novo comentário

Restricted HTML

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <cite> <blockquote cite> <code> <ul type> <ol start type> <li> <dl> <dt> <dd> <h2 id> <h3 id> <h4 id> <h5 id> <h6 id>
  • Lines and paragraphs break automatically.