Ir para o conteúdo principal

ITF adere a clamor por direitos fundamentais na Coreia

15 Apr 2019

A ITF está se juntando a um clamor dos trabalhadores coreanos para que seu governo ratifique as principais convenções da Organização Internacional do Trabalho (OIT) e garanta direitos trabalhistas fundamentais para todos os trabalhadores.

Em 13 de abril, milhares de coreanos, incluindo caminhoneiros e profissionais fora do padrão, irão protestar em Seul para fazer ouvir suas reivindidações.

Em carta ao presidente Moon Jae-in, o secretário geral da ITF, Stephen Cotton, reivindica:

  • A rápida ratificação das convenções 86 e 87 da OIT, que reconhecem a liberdade de associação, o direito de organizar-se e a negociação coletiva
  • Acabar com as sugestões de que a Coreia do Sul possa enfraquecer ainda mais as atuais proteções para os trabalhadores
  • Que pessoas com profissões fora do padrão sejam reconhecidas como trabalhadoras pela lei, concedendo-lhes direitos trabalhistas fundamentais.

“Entendemos que o presidente Moon considera comparecer à próxima CIT [Conferência Internacional do Trabalho]. Esperamos, sinceramente, que o governo reconheça que, a fim de não passar vergonha frente à comunidade internacional e ser capaz de participar de maneira significativa da discussão da Conferência sobre o futuro do trabalho, primeira queira cumprir suas obrigações para com a comunidade internacional e os trabalhadores da Coreia,” diz o Sr. Cotton.

O governo do presidente Moon tem repetido que busca garantir a aprovação na Assembleia Nacional para que se ratifiquem as convenções 87 e 98, mas até agora não tem dado sinais de o estar fazendo eficientemente.

Junto com esta matéria, há uma cópia da carta.

Publicar um novo comentário

Restricted HTML

  • Allowed HTML tags: <a href hreflang> <em> <strong> <cite> <blockquote cite> <code> <ul type> <ol start type> <li> <dl> <dt> <dd> <h2 id> <h3 id> <h4 id> <h5 id> <h6 id>
  • Lines and paragraphs break automatically.
  • Web page addresses and email addresses turn into links automatically.