Ir para o conteúdo principal

Líderes sindicais do mundo todo unem-se a trabalhadores coreanos em seus protestos

17 Nov 2016
Uma delegação de alto nível de líderes sindicais globais aderiu a manifestações na Coreia em 12 de setembro para protestar contra o ataque brutal do governo contra direitos democráticos e pela criminalização da atividade sindical.

Uma delegação de alto nível compareceu a atos, visitou parlamentares e reuniu-se com sindicalistas presos – incluindo Han Sang-gyun, do KCTU, Lee Jong-hwa, do KFCITU, e Cho Sung-deok, do KPTU – para demonstrar a determinação do movimento sindical global de fortemente fazer campanhas pela sua imediata soltura.

Também apoiaram o clamor pela renúncia da presidente Park Geun-hye, envolta num imenso escândalo de corrupção.

A delegação incluiu o secretário geral assistente da ITF, Rob Johnston; o secretário geral da Building and Wood Workers’ International, Ambet Yuson; e Valter Sanches, secretário geral da IndustriALL. A eles juntaram-se líderes da Confederação Sindical Internacional, o Comitê de Assessoria Sindical da OCDE, e o Sindicato Internacional dos Trabalhadores em Alimentação; e por representantes sindicais dos EUA e da Europa e da equipe local do Sindicato UNI Global.

O governo Park fez um ataque brutal a sindicatos, a protestos democráticos e a liberdades civis básicas em novembro passado. Desde então, seis sindicalistas foram condenados à prisão e dois aguardam julgamento. Os sindicatos coreanos combatem os planos do governo de aceleramento da privatização, mais informalidade da força de trabalho e introdução do sistema de pagamento por desempenho, que é discriminatório e excludente.

Rob Johnston declarou: “Nossa visita aos sindicalistas injustamente presos foi emotiva e muito poderosa. Levamos ao ato uma mensagem clara deles: levantem-se, tenham voz e resistam”.

“Fomos à Coreia para garantir que o movimento sindical mundial tanto testemunhe como resista ao desejo de fazer os trabalhadores coreanos desistirem. Como líderes globais sindicais que somos, não deixaremos de questionar os esforços contínuos e malsucedidos do governo da Coreia no sentido de esmagar o movimento sindical."

Cobertura da marcha – incluindo Rob Johnston falando aos manifestantes (em 39:40) – pode ser vista em https://goo.gl/aoMq8E.

Acompanhe esta história no Twitter usando a hashtag #UnionRightsKorea, #KoreanStrike4Justice, e #StopAttacksonKoreanUnions

Esta foi a segunda visita sindical global à Coreia em seis meses – leia mais.

Leia mais sobre outras manifestações de apoio da ITF aos trabalhadores na Coreia:

Sindicatos globais juntam-se a sindicatos coreanos em queixa à OIT

Sindicatos da ITF deflagram onda de solidariedade em prol dos colegas coreanos

Sindicatos da ITF unem-se para apoiar trabalhadores coreanos

 

Publicar um novo comentário

Restricted HTML

  • Allowed HTML tags: <a href hreflang> <em> <strong> <cite> <blockquote cite> <code> <ul type> <ol start type> <li> <dl> <dt> <dd> <h2 id> <h3 id> <h4 id> <h5 id> <h6 id>
  • Lines and paragraphs break automatically.
  • Web page addresses and email addresses turn into links automatically.