Sindicatos da ITF deflagram onda de solidariedade aos colegas coreanos

Sindicatos da ITF do mundo todo deflagraram uma onda de solidariedade na terça-feira em apoio aos seus colegas coreanos em greve contra os planos do governo de degradar os direitos e condições dos trabalhadores.

Agiram assim em resposta ao clamor urgente por mensagens e fotos de apoio e por protestos em frente às embaixadas da Coreia de parte dos sindicatos coreanos que se encontram nessa luta. O apoio tornou-se ainda mais vital devido à ação continua do governo e da polícia contra grevistas, sindicatos e membros de sindicatos.

Os sindicatos da ITF fizeram 11 ações coordenadas em frente às embaixadas só na quarta-feira, e enviaram incontáveis fotos e mensagens de apoio. Isto seguiu-se ao envio de duas missões sindicais à Coreia do Sul, sendo que a primeira testemunhou a perseguição deliberada aos sindicatos leaders e a segunda observou e deu seu apoio às greves.

O presidente da ITF, Paddy Crumlin, comentou: “Esta onda de apoio e força para os nossos amigos coreanos mostra o que vem a ser a solidariedade internacional. Agora precisamos mostrar o que podemos alcançar. Devemos manter a pressão sobre o governo coreano até que abandone seus planos e liberte todos nossos colegas".

Steve Cotton, secretário geral da ITF, disse que os sindicatos da ITF haviam dado o exemplo ao mundo mediante esse apoio aos seus colegas coreanos e prometeu que eles seriam apoiados até que todos os ataques aos sindicatos no país houvessem cessado e houvesse a libertação dos líderes sindicais.

Ainda há tempo de ajudar os sindicatos coreanos. Visite www.koreanstrike4justice.org para saber como e acompanhe as notícias em www.facebook.com/ITFglobal  e no Twitter com a hashtag #KoreanStrike4Justice.

Inclua seu comentário

Todos os comentários