Ir para o conteúdo principal

Governos dos Estados Unidos e da Argentina assinam acordo de aviação controverso

02 Jul 2019
Comunicado à imprensa

Após negociações secretas, os governos dos EUA e da Argentina assinaram um Acordo de Céus Abertos. Disfarçado como uma “modernização” do acordo de transportes de 1985, o acordo é prejudicial aos trabalhadores e se revela uma completa surpresa para os sindicatos dos EUA e da Argentina.

Joseph Tiberi, presidente da seção de aviação civil da ITF e chefe de gabinete para transportes do *IAMAW (EUA) declarou: “A ITF rejeita este acordo, uma vez que não há dispositivos sobre trabalho e nem proteções para os trabalhadores em nenhum dos países.

“Os governos declararam que a finalidade é a de “beneficiar os trabalhadores da aviação”, mas o que sabemos é que acordos completamente desregulados, sem qualquer proteção para os trabalhadores, como o que foi assinado ontem, somente trazem deterioração das condições de trabalho e perda de trabalhadores treinados e experientes – que são normalmente substituídos por outros que trabalhem em condições piores.

Edgardo Llano, vice-presidente da seção de aviação civil da ITF e secretário geral da *APA (Argentina) acrescentou: “Nós nos opomos a este acordo negociado em segredo ao longo de um ano, sem consulta com qualquer sindicato de ambos os países. Isto mostra claramente que não há intenção de beneficiar os trabalhadores.

“Este acordo daria mais capacidade às grandes corporações para realocar suas operações sem qualquer possibilidade de os governos de ambos os países protegerem seus trabalhadores. Além disso, a Disposição Transitória sobre Assistência de Carga na Argentina (Anexo III) é ilegal. O governo argentina está prometendo aos Estados Unidos serviços cujo cumprimento será ilegal.

O IAMAW e a APA se comprometeram com coordenar os esforços de lobby e demais ações entre sindicatos da ITF em ambos os países.

Stephen Cotton, secretário geral da ITF, declarou: “Vamos apoiar os nossos sindicatos nos Estados Unidos e na Argentina para lutar contra este acordo injusto. Vamos convocar os parlamentares de ambos os países para que se oponham a este acordo e o revertam.”
 

*IAMAW: Associação Internacional de Operadores e Trabalhadores Aeroespaciais, Estados Unidos & Canadá
**APA: Asociación del Personal Aeronáutico, Argentina

 

Publicar um novo comentário

Restricted HTML

  • Allowed HTML tags: <a href hreflang> <em> <strong> <cite> <blockquote cite> <code> <ul type> <ol start type> <li> <dl> <dt> <dd> <h2 id> <h3 id> <h4 id> <h5 id> <h6 id>
  • Lines and paragraphs break automatically.
  • Web page addresses and email addresses turn into links automatically.