Ir para o conteúdo principal

Dia Mundial do Trabalho Decente 2020: a juventude levanta a voz 

07 Oct 2020

No Dia Mundial do Trabalho Decente, os jovens trabalhadores em transportes estão denunciando a necessidade urgente de confrontar o desemprego e a insegurança no emprego entre os jovens. Os efeitos da pandemia de Covid-19 sobre o emprego, renda, treinamento e proteção social dos jovens trabalhadores têm sido catastróficos, e hoje os jovens trabalhadores em transportes estão se manifestando para exigir que os esforços de recuperação da economia global priorizem os jovens.

Os jovens trabalhadores sofreram assombrosa perda de emprego e cortes nos salários e condições durante a pandemia, e mais de 70% dos jovens tiveram sua educação e treinamento interrompidos. 

A previsão de emprego para jovens trabalhadores já era precária antes da crise de Covid-19. O panorama do mercado de trabalho mundial da OIT antes da Covid-19 mostrou que somente 41% da população jovem do mundo estava incluída na força de trabalho e que 30% dos jovens empregados continuavam em pobreza extrema ou moderada. O último relatório de monitoramento da OIT mostra que um em seis jovens trabalhadores pararam de trabalhar desde a pandemia, enquanto 42% daqueles ainda empregados tiveram seus salários reduzidos. 

A Covid-19 mostrou ainda as vulnerabilidades críticas da força de trabalho jovem, crescentemente contratadas para empregos mal remunerados e sem proteção devido a relacionamentos empregatícios precários, condições de vida perigosas, locais de trabalho sem segurança e discriminação.

Este ano, no Dia Mundial do Trabalho Decente, temos a oportunidade de nos unir como um movimento sindical global. Os direitos dos trabalhadores estão ameaçados em todo o mundo em um momento em que os governos deveriam estar fazendo tudo em seu poder para apoiar os trabalhadores. Sindicatos em muitos países estão lutando contra esforços de privatização, legislação contra os trabalhadores e supervisão negligente que permitiram que empregadores explorassem esta crise em benefício próprio. 

Durante nosso recente Curso de Verão dos Jovens Trabalhadores da Aviação, ativistas sindicais denunciaram o comportamento vergonhoso da empresa de bandeira britânica British Airways que ameaçou demitir toda a força de trabalho e readmiti-la em condições de trabalho significativamente piores, antes de recuar devido a uma campanha de pressão pública liderada pelo sindicato. Os jovens trabalhadores são especialmente vulneráveis a ataques devido ao pouco tempo de serviço e por serem maioria em contratos de trabalho precários. 

Insistimos que os jovens trabalhadores não podem ser abandonados. Hoje, pedimos a todos os jovens trabalhadores que exijam que os governos e empregadores atuem para proteger o futuro dos jovens trabalhadores e das futuras gerações. Com o apoio certo, os jovens podem ser catalisadores da recuperação da economia global.

Juntem-se à nossa chamada para ação global para criar e proteger oportunidades de emprego de qualidade para os jovens e todos os trabalhadores. Isto é problema do sindicato.

Para mais atualizações vejam nossos canais de mídia social e compartilhem suas atualizações com as hashtags #WDDW #DecentWork #COVID19.

 

Links relacionados:

Jovens trabalhadores em transportes exigem intervenção urgente

Jovens trabalhadores da aviação se organizam para um futuro pós-Covid-19

Jovens trabalhadores em transportes celebram o Dia Internacional da Juventude 2020