Ir para o conteúdo principal

Trabalhadores marítimos fazem atos no mundo todo para “salvar a navegação Australiana”

10 May 2019
Comunicado à imprensa
Trabalhadores marítimos do mundo todo fizeram atos numa demonstração internacional de solidariedade aos marítimos australianos. O dia mundial de ação coordenado pela Força Tarefa de Cabotagem da Federação Internacional dos Trabalhadores em Transportes (ITF) reuniu sindicatos de marítimos de todos os continentes.


Trabalhadores marítimos do mundo todo fizeram atos numa demonstração internacional de solidariedade aos marítimos australianos. O dia mundial de ação coordenado pela Força Tarefa de Cabotagem da Federação Internacional dos Trabalhadores em Transportes (ITF) reuniu sindicatos de marítimos de todos os continentes.

Protestos em frente às embaixadas, consulados e escritórios da Austrália e ao longo das orlas reivindicaram a recuperação da indústria de navegação doméstica da Austrália e conclamaram os eleitores australianos a mudar de governo na eleição federal Australiana em 18 de maio próximo.

“As manifestações de hoje, que se deram no mundo todo, salientam a determinação dos trabalhadores em transportes de se porem ao lado dos marítimos australianos em sua luta por preservar seus empregos e salvar a navegação australiana,” dissse James Given, presidente da Força Tarefa da ITF para Cabotagem.

“O atual governo australiano decepcionou os marítimos australianos por meio de desregulamentação da indústria e permitindo a operação de embarcações de bandeira de conveniência no comércio litorâneo, o que resultou na perda de milhares de empregos no setor.

“A navegação australiana será o fator decisivo desta eleição e os eleitores têm claramente como escolher – apoiar um Partido que se comprometeu com criar uma frota estratégica de embarcações tripuladas por australianos e fortalecer as normas de navegação costeira, ou escolher um partido que ativamente apoia o declínio da indústria. A escolha é simples: precisamos apoiar aqueles que nos apoiam,” disse Given.

No mundo todo – do Chile à Alemanha, do Canadá às Filipinas, da Índia aos Estados Unidos, da Polônia à Noruega – os marítimos, portuários e demais trabalhadores da indústria marítima enviaram uma mensagem clara: a de que, para salvar a navegação australiana, o país precisa mudar de governo.

O presidente da ITF e secretário nacional do Sindicato dos Marítimos da Austrália, Paddy Crumlin, fez uma reflexão hoje a respeito das manifestações internacionais: “O fato de que milhares de trabalhadores dos transportes se uniram neste dia de ação global salienta a importância desta luta e do significado global de salvar a indústria australiana da navegação.

“No mundo todo, as pessoas estão nos apoiando porque sabem que se salvamos a navegação Australiana, protegemos os empregos domésticos dos marítimos e trazemos as embarcações de volta para a bandeira Australiana, isto é uma boa notícia para a cabotagem no mundo todo.

“É hora de mudar o governo, mudar as regras e salvar a navegação Australiana”, concluiu Crumlin. 


Contato: Luke Menzies | +61 (0) 433 889 844 | menzies_luke@itf.org.uk

 

Publicar um novo comentário

Restricted HTML

  • Allowed HTML tags: <a href hreflang> <em> <strong> <cite> <blockquote cite> <code> <ul type> <ol start type> <li> <dl> <dt> <dd> <h2 id> <h3 id> <h4 id> <h5 id> <h6 id>
  • Lines and paragraphs break automatically.
  • Web page addresses and email addresses turn into links automatically.