Ir para o conteúdo principal

ITF oferece apoio a condutor de trêns francês e diz ao governos para “manterem a guarda”

23 Oct 2019
O Comitê Executivo da Federação Internacional dos Trabalhadores em Transportes (ITF), reunindo-se em Montreal em 17 e 18 de outubro, ofereceu, hoje, pleno apoio ao condutor francês, após o acidente que aconteceu em 16 de outubro entre Mohon e Poix-Terron.

A ITF reafirma que o sistema de operação de “somente o condutor” – pondo toda a responsabilidade sobre o condutor – é um método menos seguro de operação ferroviária.

Condenamos, categoricamente, os governos que apoiaram tal decisão ou mesmo instruíram os operadores ferroviários a adotar este sistema.

Consideramos que a presença garantida de um profissional de controle, além do condutor, em todos os trens que preserva a segurança física e patrimonial e a prestação do serviço, e que é também essencial permitir o acesso a bordo de pessoas com deficiência e idosos.

A adoção de uma Operação de Somente o Condutor é parte de um processo de desumanização das ferrovias, que também inclui o corte de pessoal das estações e o fechamento de bilheterias.

A situação contribui para uma séria deterioração da segurança nas estações e nos trens.

As forças presentes em colisões e descarrilamentos podem causar panes em dispositivos de segurança e mesmo falhas em sistemas de alerta por rádio. Diversos acidentes recentes reforçaram o sentimento de insegurança e medo relacionado tanto a trabalhadores quanto a passageiros.

Os motoristas com frequência se sentem sozinhos e isolados, tendo que lidar com uma diversidade de procedimentos regulatórios e tendo que lidar com passageiros, na maioria das vezes em estado de choque.

Na ausência de um guarda a bordo do trem, os condutores se veem às voltas com responsabilidades conflitantes: lhes é solicitado que deixem o trem e protejam a área de uma catástrofe maior, mas, para isso, ficam impedidos de assistir e proteger os passageiros, deixando-os sozinhos, assustados e feridos.

A ITF reivindica a presença de pessoal em trens, incluindo um profissional de segurança ferroviária, permitindo que os condutores se concentrem em suas responsabilidades.

A ITF está determinada a apoiar as campanhas dos afiliados no mundo todo contra a Operação de Somente o Motorista, de forma a assegurar o emprego e a segurança nas ferrovias e garantir os direitos dos trabalhadores no futuro do trabalho.

Solidariedade!
 

Publicar um novo comentário

Restricted HTML

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <cite> <blockquote cite> <code> <ul type> <ol start type> <li> <dl> <dt> <dd> <h2 id> <h3 id> <h4 id> <h5 id> <h6 id>
  • Lines and paragraphs break automatically.