Ir para o conteúdo principal

ITF condena ataques da Rússia a estações ferroviárias ucranianas

27 Apr 2022
Crédito da foto: CC BY-SA 4.0

A Federação Internacional dos Trabalhadores em Transportes (ITF) expressou choque e preocupação com a invasão da Ucrânia e sua contínua escalada, além da grave crise humanitária causada.

A ITF permanece em contato próximo com seus afiliados na Ucrânia e continua a apoiá-los da melhor forma possível dadas as circunstâncias.

Acabamos de receber informações de nossos afiliados ucranianos sobre uma série de ataques de mísseis realizados pelas forças russas nas primeiras horas desta manhã (25/04/2022) em pelo menos cinco estações de trem nas regiões de Lviv, Rivne, Vinnytsia e Kyiv.

Os locais precisos dos ataques ainda estão sendo relatados, mas incluem as cidades de Krasne, que fica a uns 110 km da fronteira com a Polônia, e as cidades de Zhmerynka e Kazatyn, no centro da Ucrânia.

Soubemos que os ataques resultaram em pelo menos cinco mortes, com 15 feridos. Acredita-se que pelo menos um trabalhador ferroviário foi morto e mais quatro estão hospitalizados, dos quais dois estão em estado grave.

David Gobé, presidente do Comitê Diretor da Seção de Ferroviários da ITF, declarou: “É inaceitável que trabalhadores ferroviários estejam sujeitos a esses ataques. Há preocupações crescentes de que a ajuda muito necessária às cidades devastadas e aos civis na Ucrânia será adiada, o que aumentará seu sofrimento. Pedimos aos líderes mundiais que tomem medidas urgentes e definitivas para iniciar diálogo e encontrar uma solução pacífica para esta crise.”

Noel Coard, secretário das Seções de Transporte Interior da ITF, declarou o seguinte: "As ações do estado russo são imperdoáveis. Estações de trem atuam como tábuas de salvação para o povo ucraniano. Condenamos esses atos covardes com os trabalhadores ferroviários e suas famílias e continuamos a apoiar nossos afiliados ucranianos e o povo da Ucrânia.”

Nós reiteramos nossa solidariedade inequívoca ao povo ucraniano e estamos explorando opções para garantir que mais apoio seja dado aos trabalhadores e suas famílias, inclusive a provisão de apoio humanitário.

Forneceremos mais atualizações oportunamente.