Ir para o conteúdo principal

Podcast da ITF: Violência doméstica à luz da Covid-19

10 Jul 2020

No último episódio do podcast da ITF, junto com nossas convidadas, discutimos o aumento abrupto dos casos de violência doméstica devido às circunstâncias especiais que envolvem a Covid-19. Para muitos trabalhadores, principalmente mulheres, sair para trabalhar é uma fonte de independência e uma oportunidade de se afastar do agressor. A tensão aumenta quando o emprego não está garantido, foi perdido ou quando o autoisolamento for obrigatório.

Durante estes tempos difíceis, as(os) sobreviventes de violência doméstica estão lutando em duas guerras. Uma contra o vírus e outra para sobreviver ao abuso doméstico. Hoje, a mensagem global é para ficarmos em casa, permanecermos seguras e combatermos a pandemia. No entanto, o que fazemos quando os lares não são seguros?  

Neha Prakash, especialista do programa (para acabar com a violência contra as trabalhadoras em transportes), conversou com Barb MacQuarrie e Sheela Naikwade.

Barb MacQuarrie é a diretora comunitária do Centro de Pesquisa e Educação sobre Violência contra Mulheres e Crianças da Western University, ela liderou inúmeros programas de treinamento, iniciativas e projetos de pesquisa.

Sheela Naikwade é vice-presidente do MSTKS, Índia, e uma das principais contribuidoras para o desenvolvimento do Programa de Defesa das Mulheres da ITF.

Barb MacQuarrie ressalta os riscos que podem ser causados pelo autoisolamento: “O isolamento em casa, embora seja vital para combater a pandemia, está dando mais poder aos agressores. As medidas de distanciamento social estão aumentando a exposição diária de mulheres e crianças aos abusos masculinos. Sabemos que quando membros da família ficam muito próximos, confinados por longos períodos, aumentam os índices de violência contra mulheres, assim como de violência contra crianças.”

Sheela Naikwade acrescentou: “A triste verdade é que as mulheres trabalhadoras quase sempre dizem que o local de trabalho é, para elas, um ambiente melhor e mais solidário do que suas próprias casas. Elas se sentem livres e menos receosas no trabalho. Elas podem dividir suas experiências com outras pessoas, podem obter orientação de colegas e amigos para enfrentar a situação e, às vezes, conseguem entrar em contato com médicos, advogados ou consultores. Não é possível fazer nada disso de casa.”

O podcast da ITF, All Over The Place, está disponível no link abaixo, Apple Podcasts e Spotify.

Veja mais informações sobre a resposta da ITF à pandemia global de Covid-19 aqui, e no website do departamento das mulheres trabalhadoras em transportes da ITF aqui.

Publicar um novo comentário

Restricted HTML

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <cite> <blockquote cite> <code> <ul type> <ol start type> <li> <dl> <dt> <dd> <h2 id> <h3 id> <h4 id> <h5 id> <h6 id>
  • Lines and paragraphs break automatically.