Ir para o conteúdo principal

O futuro do México é o transporte público

03 Oct 2019

#NossoTransportePúblico foi o tema da reunião de 25 participantes de cinco sindicatos de transportes da cidade do México e de Guadalajara. 

Os ativistas reuniram-se na Cidade do México em 26 de setembro e eram de sindicatos representando trabalhadores de trens, ônibus elétricos, ônibus, mototaxis e bicitaxis.

Eles assistiram a palestras de acadêmicos do transporte público e da iniciativa “Coalizão Zero” do Greenpeace , com a qual tem estado envolvida a Alianza de Tranviarios do México (ATM).

Os sindicatos partilharam informação a respeito de suas situações e discutiram alternativas para trabalharem juntos no futuro, de forma a aumentar a visibilidade e a influência dos trabalhadores dos transportes.

Os sindicatos também reivindicaram sua participação no desenvolvimento de um transporte público na Cidade do México que seja sustentável, seguro, que melhore a mobilidade, reduza a poluição atmosférica e ajude a reduzir as emissões responsáveis pela mudança climática mediante a redução da necessidade de carros.

Além disso, muitas das opções de transporte fazem uso de veículos 100% elétricos, incluindo alguns dos mototáxis e todos os trolleybuses

Os sindicatos também discutiram:

  • Suas experiências na organização de trabalhadoras e na promoção do emprego das mulheres no transporte público à medida que cresce o ainda pequeno número de mulheres trabalhando nos transportes
  • Acesso a sanitários, que ainda é um problema para os trabalhadores dos transportes, em particular as mulheres. Alguns sindicatos têm negociado um acesso melhorado para mulheres conduzindo trens
  • O fim da violência contra as mulheres passageiras e profissionais dos transportes públicos
  • Opções de conectividade de primeira e última milha partindo de estações de metrô, trem ou ônibus, e a necessidade de regulamentação do sistema de transporte informal

O investimento e a infraestrutura do transporte público têm sido negligenciados por governos nas últimas décadas. A Cidade do México tem um histórico de um Sistema de transporte público bem desenvolvido, com reconhecimento sindical, mas a falta de investimento ao longo dos anos agora significa que o transporte informal avançou e agora responde por 60 por cento das jornadas de transporte. 

No entanto, haverá um novo investimento em transporte público na cidade, com o sindicato anfitrião ATM Mexico compartilhando o sucesso da campanha “salve o trolleybus’ e com o prefeito da cidade anunciando que 63 trolleybus serão comprados até o final do ano, havedo o compromisso da continuação dos trolleybus (ônibus elétricos).

Os ativistas do ATM também declararam seu apoio à organização e desenvolvimento de sindicatos de transportes menores. Os sindicatos concordaram em trabalharem juntos para fortalecer a voz dos trabalhadores dos transportes no México. 

Para saber mais sobre o nosso trabalho: www.OurPublicTransport.org

 

 

Publicar um novo comentário

Restricted HTML

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <cite> <blockquote cite> <code> <ul type> <ol start type> <li> <dl> <dt> <dd> <h2 id> <h3 id> <h4 id> <h5 id> <h6 id>
  • Lines and paragraphs break automatically.