Ir para o conteúdo principal

Morte trágica salienta a necessidade de negociação pacífica

21 Jun 2021

Adil Belakhdim foi morto esta manhã (sexta-feira, 18 de junho de 2021) atropelado por um caminhão durante um piquete em um armazém do Lidl em Biandrate, perto de Milão, Itália.

Ele deixou a esposa, Lucia, e duas crianças de quatro e seis anos de idade. Os pensamentos de todos da ITF e da ETF estão com sua família e amigos, e com seus companheiros e companheiras do Si Cobas. Belakhdim, 37 anos, era representante sindical do Si Cobas, na região de Novara.

Várias outras pessoas ficaram feridas no incidente e, pelo menos, duas foram hospitalizadas com ferimentos supostamente leves. As autoridades italianas iniciaram uma investigação das circunstâncias da morte.

Juntamente com nossos sindicatos afiliados FILT-CGIL, FIT-CISL e Uiltrasporti, clamamos ao governo italiano que dialogue abertamente sobre a situação do setor de logística na Itália, principalmente sobre a necessidade de regulamentação da subcontratação.

“As tensões podem aumentar muito neste tipo de disputa, disse a secretária-geral da ETF, Livia Spera. “Tanto Adil como o motorista do caminhão são vítimas. Eles são vítimas de um sistema empresarial que não responde às necessidades humanas dos trabalhadores e de um governo que não se preocupa em intervir.”

Noel Coard, secretário das Seções de Transporte Interior da ITF, respondeu aos trágicos eventos de hoje: “Espero que todos possamos aprender com a inconsolável morte de Adil que o diálogo pacífico é sempre o melhor caminho. Esta é uma morte trágica por ser tão desnecessária.”

Os sindicatos locais estenderão o piquete em Biandrate e os trabalhadores no armazém do Lidl farão greve por 48 horas (19 e 20 de junho) para demonstrar solidariedade com Adil Belakhdim e com a causa pela qual ele estava lutando.