Ir para o conteúdo principal

Inovação chave dos sindicatos mentores fortalece trabalhadores na informalidade

20 Jan 2017
Sindicatos da ITF do mundo todo ajudam trabalhadores em transportes a conhecer o próprio poder. É o que dizem o recentemente publicado relatório de avaliação do projeto da ITF para os trabalhadores informais e um vídeo feito pela ITF e o Global Labour Institute (Instituto Global do Trabalho).

O relatório independente, publicado em 19 de janeiro, examinou o projeto, que se estendeu de 2013 a 2016, o qual se revelou particularmente bem-sucedido no alcance dos trabalhadores informais engajados no transporte urbano de passageiros. Mais de 60 mil trabalhadores em transportes, incluindo 3.500 mulheres,  decidiram se organizar ou aderiram a um sindicato, o que tem levado a um grande aumento das vozes femininas no sindicato.

A avaliação ressaltou a ideia do trabalho por meio de sindicatos mentores como a inovação mais efetiva apresentada pelo projeto. Outras inovações que foram bem acolhidas foram o uso do mapeamento, o blog dos trabalhadores informais em transportes, a carta dos trabalhadores informais em transportes e a formação de redes (networking).

 

O relatório recomenda que o projeto se estenda por mais três anos e que se continue a ter a organização dos trabalhadores informais como uma prioridade para a ITF, integrando-a às suas estratégias e atividades. O sistema BRT e a violência contra a mulher foram salientados como prioridades. As recomendações também incluem:

  • Prover oportunidades dentro da ITF para que os líderes dos trabalhadores informais em transportes demonstrem quão importante é organizar esses grupos e até onde se poder chegar com isso.
  • Promover a inclusão dos trabalhadores informais em transportes, mulheres em particular, nas posições de liderança dos sindicatos da ITF e em delegações internacionais.
  • Apoiar a formação de redes entre trabalhadores informais em transportes ao prover apoio prático de comunicação e de partilha de experiências, dando prioridade imediata à Carta dos Trabalhadores Informais.

A representante da ITF para a educação, Alana Dave, declarou: “Os sindicatos da ITF fizeram muita diferença na maneira de alcançar os trabalhadores informais e encorajá-los a perceber o seu poder coletivo por meio do ato de se organizar e de aderir a um sindicato. O relatório mostra o que deu certo e, ainda mais, o que resta fazer”.

“A campanha ‘O Nosso Transporte Público’ da ITF também dará a esses trabalhadores informais uma voz nos sistemas de transporte urbano”.  

Leia o relatório na íntegra (somente em inglês).

Baixe o resumo do relatório – disponível em espanhol, francês e inglês.

Saiba mais sobre a campanha O Nosso Transporte Público e use #OurPublicTransport para encontrar fotos e vídeos no Facebook e no Twitter.

 

Publicar um novo comentário

Restricted HTML

  • Allowed HTML tags: <a href hreflang> <em> <strong> <cite> <blockquote cite> <code> <ul type> <ol start type> <li> <dl> <dt> <dd> <h2 id> <h3 id> <h4 id> <h5 id> <h6 id>
  • Lines and paragraphs break automatically.
  • Web page addresses and email addresses turn into links automatically.