Ir para o conteúdo principal

Fundo SG-STAR: Primeira iniciativa tripartite de apoio aos países para trocas de tripulação

21 Sep 2020
Comunicado à imprensa

Comunicado conjunto da Federação Internacional dos Trabalhadores em Transportes (ITF), Conselho Internacional dos Empregadores Marítimos (IMEC), Câmara Internacional de Navegação (ICS), Autoridade Marítima e Portuária de Cingapura (MPA), Associação de Navegação de Cingapura (SSA), Sindicato dos Oficiais Marítimos de Cingapura (SMOU) e Organização dos Marinheiros de Cingapura (SOS).

A Federação Internacional dos Trabalhadores em Transportes (ITF) e o Conselho Internacional dos Empregadores Marítimos (IMEC) contribuíram conjuntamente com US$ 500.000 para o Fundo de Resistência da Aliança Tripartite de Transporte Marítimo de Cingapura (SG-STAR) de apoio a países que adotem melhores práticas para trocas de tripulação. Isso soma-se ao Fundo SG-STAR de 1 milhão de dólares de Cingapura criado pela Autoridade Marítima e Portuária de Cingapura (MPA), Associação de Navegação de Cingapura (SSA), Sindicato dos Oficiais Marítimos de Cingapura (SMOU) e Organização dos Marinheiros de Cingapura (SOS). O fundo total agora tem 1,68 milhão de dólares de Cingapura (aproximadamente US$ 1,2 milhão).

Além da ITF e do IMEC, a Câmara Internacional de Navegação (ICS) também dará apoio ao Fundo SG-STAR, inclusive com especialização técnica em navegação. Com a contribuição e apoio da ITF, IMEC e ICS, o Fundo SG-STAR é a primeira iniciativa global tripartite que reúne parceiros internacionais da indústria, sindicatos e governos com a mesma mentalidade a fim de facilitar trocas de tripulação seguras. O fundo, sediado em Cingapura, será desembolsado para uso nos países de origem dos marítimos. Continuamos a acolher parceiros que tenham a mesma mentalidade para unirem-se a nós nesta aliança global.  

O secretário-geral da ITF, Sr. Stephen Cotton disse que o Fundo SG-STAR tem o potencial de apoiar soluções práticas para reduzir a gravidade da crise de trocas de tripulação para os 1,4 milhão de marítimos no mundo.

“Por mais de seis meses, a crise das trocas de tripulação viu centenas de milhares de marítimos presos em navios ou desempregados em casa, desesperados para ir trabalhar. Os marítimos do mundo precisam de soluções práticas agora, não amanhã, para acabar com esta crise humanitária e embarcar e desembarcar marítimos dos navios em segurança. Esta iniciativa conjunta, trabalhando com parceiros tripartites para a promoção de soluções práticas para a crise de trocas de tripulação, será fundamental para acabar com o atual impasse”.

“Precisamos ver progresso principalmente nas formas como os marítimos mostram às autoridades e empregadores seu teste por reação em cadeia da polimerase (PCR) de instituições médicas verificadas negativo para COVID-19, de forma que os tempos de quarentena possam ser reduzidos a bordo e enquanto aguardam para embarcar em navios”, disse Stephen Cotton.

“A crise de trocas de tripulação causada pela pandemia de COVID-19 fez com que várias partes do setor marítimo trabalhassem mais juntas do que nunca. O IMEC participou e contribuiu para as discussões globais e em Cingapura a fim de achar soluções e dar orientação enquanto a crise evolui. Temos o prazer de entrar no Fundo SG-STAR e esperamos contribuir com nossa experiência para ajudar a encontrar soluções para esta crise. Tenho certeza que esta parceria determinada levará a abordagens práticas para uma crise que deve ficar conosco por meses”, disse o presidente da IMEC, capitão Belal Ahmed.

Sr. Guy Platten, secretário-geral da ICS, disse: “A pandemia de COVID-19 está aprisionando os marítimos injustamente. Esta iniciativa é exatamente o tipo de projeto necessário para resolver a crise de trocas de tripulação.”

“A OIT acolhe as contribuições da ITF, IMEC e ICS para o Fundo SG-STAR. Elas não só fornecem recursos muito necessários, mas confirmam a natureza tripartite e o alcance verdadeiramente global da iniciativa. Este é exatamente o tipo de resposta que precisamos para os problemas dramáticos de trocas de tripulação em todo o mundo”, disse o diretor-geral da OIT, Sr. Guy Ryder.

Sr. Kitack Lim, secretário-geral da Organização Marítima Internacional, disse, “Esta é uma iniciativa global louvável que reúne esforços coletivos de governos, da indústria da navegação e de sindicatos marítimos para tomar medidas concretas para abordar o problema urgente das trocas de tripulação.”

Após a assinatura da carta de intenção do Fundo SG-STAR em 28 de agosto de 2020 entre MPA, SSA, SMOU e SOS, foi criada uma força-tarefa para trabalhar com as partes interessadas em soluções para trocas de tripulação seguras. Liderada pelo membro do conselho da SSA e presidente do Comitê de Serviços da SSA, Sr. Nitin Mathur, com membros iniciais da MPA, SMOU e SOS, a força-tarefa primeiro trabalhará com países fornecedores de marítimos, como as Filipinas e a Índia, nas principais iniciativas, incluindo a acreditação de instalações de quarentena e isolamento, certificado de teste PCR para COVID-19, lista de clínicas recomendadas para testes PCR, soluções digitais para rastreamento de trocas de tripulação e sessões de treinamento interativas para ajudar os tripulantes a entenderem os procedimentos e orientações de trocas de tripulação.

A presidente da SSA, Sra. Caroline Yang, presidirá o Comitê de Governança do Fundo SG-STAR, constituído pela diretora-executiva do MPA, Sra. Quah Ley Hoon, secretária-geral do SMOU, Sra. Mary Liew, presidente da SOS, Sr. Kam Soon Huat, secretário-geral da ITF, Sr. Stephen Cotton, e o Presidente da IMEC, Capitão Belal Ahmed. Dr. Lam Pin Min, Membro Honorário da SSA e CEO do Eagle Eye Centre, foi nomeado Assessor Sênior do Comitê de Governança.

“O Fundo SG-STAR, iniciado pelos parceiros tripartites em Cingapura, visa ajudar as nações fornecedoras de tripulantes de navios a melhorar seus recursos e capacidades de criar “bolhas” ou “corredores” seguros e escaláveis para trocas de tripulação - desde o país de origem até o país onde os tripulantes embarcam no navio, assim como instalações de espera seguras no país de origem e no país onde ocorre a troca de tripulação. É animador termos a ITF e a IMEC na iniciativa e contribuindo para o fundo. A ICS também está apoiando a iniciativa, inclusive com sua especialização técnica em navegação. Esperamos que mais parceiros internacionais com a mesma mentalidade embarquem nesta iniciativa tripartite para que as trocas de tripulação possam ser aceleradas”, disse a Sra. Yang.