Ir para o conteúdo principal

Atualização e orientação sobre o Coronavírus

03 Feb 2020

A ITF está acompanhando de perto todas as orientações da Organização Mundial da Saúde (OMS) sobre o coronavírus com relação ao recente surto que teve origem na cidade de Wuhan, um importante hub nacional e internacional de transportes.

Convocamos todos os governos e empresas de transportes a que tomem todas as medidas disponíveis para limitar o risco de transmissão do mortal coronavírus aos trabalhadores dos transportes no mundo todo. Isto é particularmente importante para os trabalhadores de linhas aéreas, fronteiras, cruzeiros, da navegação em geral e dos portos que estejam na linha de frente do surto.

A OMS orientou governos a se prepararem para a contenção, incluindo vigilância, detecção precoce, isolamento, gestão de casos, rastreamento de contatos e prevenção da disseminação do vírus de agora em diante.

Governos do mundo todo devem agir de imediato e implementar protocolos estritos de biossegurança nos aeroportos e portos, incluindo procedimentos para identificar passageiros, tripulação e marítimos de áreas preocupantes e potencialmente infectados, de forma a conter o surto e minimizar qualquer chance de exposição e proteger desse surto mortal os trabalhadores.

Linhas aéreas, aeroportos, operadoras de linhas de cruzeiro, companhias de navegação  e operadores portuários devem prover aos trabalhadores as mais recentes informações referentes ao surto, seguir as melhores práticas com relação aos protocolos de saúde e segurança e suprir equipamento de proteção pessoal, efetivando procedimentos para identificar passageiros, tripulação e/ou trabalhadores sintomáticos, e definir diretrizes claras para os trabalhadores que gerenciem  casos suspeitos de infecção.

Níveis seguros de composição de tripulação e de demais equipes profissionais devem ser aplicados para garantir repouso adequado, em conformidade com as legislações nacionais.

Abaixo, há orientação mais detalhada para aeroviários e linhas aéreas e para marítimos, portuários e a indústria da navegação. Esta orientação é aplicável a todos os trabalhadores e companhias por todo o segmento dos transportes.

Orientação para linhas aéreas e aeroviários

Não cabe às linhas aéreas restringir a habilidade dos trabalhadores de se protegerem da exposição em qualquer de suas formas, incluindo:

  • Permitir que tripulações e equipes de solo vistam equipamento protetor conforme desejado – incluindo luvas de borracha e máscaras faciais.
  • Permitir que tripulações de linhas aéreas e equipes de solo tenham tempo e intervalos necessários para tomarem todas as precauções necessárias que as protejam da exposição.
  • No caso de um aeroviário ser infectado, priorizar-se o isolamento em casa, havendo a continuidade da remuneração.

Orientação para membros de tripulação:

  • Encorajar todos a bordo a praticarem a higiene manual e respiratória, especialmente ao tossir ou espirrar.
  • Cabe a tripulação usar sanitizador das mãos ou lava-las após contato com qualquer passageiro ou demais tripulações.
  • Se a troca de tripulação se der num país com surto de coronavírus, deve-se aconselhar a tripulação a permanecer no quarto de hotel o máximo possível e fazer uso de práticas respiratórias e manuais seguras, além de práticas alimentares seguras (ver mais abaixo).

Se um viajante ou membro de tripulação a bordo apresente sinais e sintomas de infecção, seguem-se as diretrizes da Associação Internacional de Transporte Aéreo (IATA) para tripulações de cabine:

  • Pergunte ao viajante doente onde ele ou ela viajou nos últimos 21 dias.
  • Peça apoio médico em solo ou assistência médica a bordo e siga a sua orientação.
  • Se possível, procure isolar o viajante doente e realocar os passageiros adjacentes. Se não houver assentos disponíveis, considere dar máscaras aos passageiros adjacentes.
  • Designe um membro da tripulação de cabine para cuidar do passageiro doente.
  • Designe um lavatório especial para uso exclusivo do passageiro doente.
  • Solicite que o passageiro ou membro da tripulação use máscara facial e substitua-a quando necessário.
  • Encoraje o passageiro a praticar a higiene manual e respiratória:
      • Forneça lenços de papel e oriente o viajante a cobrir a boca e o nariz ao falar, espirrar ou tossir.
      • Oriente o passageiro doente a praticar a higiene manual adequada.
      • Forneça um saco de vômito a ser usado para o descarte dos lenços de papel.
  • A tripulação deve ficar a um metro ou mais de distância do passageiro doente, a menos que use equipamento de proteção adequado.
  • Se for necessário tocar o passageiro doente, é preciso que a tripulação use equipamento de proteção adequado.
  • Todos os itens sujos (lenços de papel, máscaras, cobertores etc.) devem ser guardados numa bolsa para perigos biológicos, se disponível, ou, no caso de não haver tal bolsa disponível, selados numa bolsa plástica e com a etiqueta indicando perigo biológico.
  • Perguntar ao (s) passageiro (s) acompanhante(s) se tem quaisquer sintomas similares.
  • Orientar o capitão a reportar o (s) caso (s) suspeitos à torre de controle e às autoridades locais de saúde pública.
  • A não ser em caso de orientação diferente das autoridades sanitárias, pedir a todos os passageiros sentados na mesma fileira, nas duas fileiras à frente e nas duas fileiras atrás do passageiro doente que preencham um formulário de localização de passageiro, se disponível.

Orientação para a indústria da navegação, marítimos e portuários

Muitas das orientações aos aeroviários também são válidas para os trabalhadores dos cruzeiros e de toda a indústria marítima e, mais amplamente, da indústria dos transportes em geral.

As seguintes orientações da Organização Internacional de Saúde Marítima são mais específicas da indústria marítima, dos marítimos e dos portuários:

  • Não restringir o embarque ou desembarque de marítimos em portos não afetados
  • Não restringir as visitas necessárias de agentes portuários, capelões, pessoal de limpeza e outros.
  • Não visitar mercados de comida na China e evitar o fornecimento de peixe e frango na China.
  • Não consumir ovos, leite e carne crus.
  • Observar higiene alimentar estrita para evitar a contaminação cruzada
  • Assegurar que a proteção facial seja dada a toda a tripulação (5 peças por pessoa)
  • Prover vacinação contra influenza, sanitizador de mãos baseado em álcool e proteção facial para inspetores de navio e demais tripulantes que viajarem à China.
  • Se um membro da tripulação ficar doente a bordo e tiver viajado a áreas afetadas de 2 a 12 dias antes de embarcar, essa pessoa deve permanecer em sua cabine.
  • Se um membro de tripulação estiver doente a bordo da embarcação, é preciso preencher a declaração marítima de saúde e notificar a autoridade portuária pertinente e consultar os profissionais de saúde no próximo porto.

Maneiras de proteger a si mesmo e aos demais do coronavírus

Não existe atualmente qualquer vacina para prevenir a infecção pelo coronavírus e a melhor maneira para proteger-se da infecção é evitar a exposição ao vírus.

A seguinte orientação da ONU listas hábitos cotidianos que podem ajudar a prevenir a disseminação do vírus:

  • Lave com frequência as mãos com água quente e ensaboe por pelo menos 20 segundos, ou use um sanitizador de mãos com base em álcool.
  • Cubra a boca e o nariz com o cotovelo flexionado ao tossir ou espirrar.
  • Evite tocar olhos, nariz e boca com mãos não lavadas.
  • Evite contato próximo com qualquer um que tenha febre ou tosse.
  • Fique em casa se estiver doente.
  • Procure ajuda médica precoce se tiver febre, tosse e dificuldade para respirar, e compartilhe o seu histórico de viagem com os profissionais de saúde.
  • Evite contato direto e desprotegido com animais vivo sou superfícies em contato com animais ao visitar mercados em áreas afetadas.
  • Evite comer produtos animais crus ou cozinhados insuficientemente e tenha cuidado ao manusear carne, ovos ou leite crus, para evitar a contaminação cruzada.


A ITF irá prover atualizações conforme apropriado. Fique em dia com as orientações da OMS em seu site.
 

Publicar um novo comentário

Restricted HTML

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <cite> <blockquote cite> <code> <ul type> <ol start type> <li> <dl> <dt> <dd> <h2 id> <h3 id> <h4 id> <h5 id> <h6 id>
  • Lines and paragraphs break automatically.