Ir para o conteúdo principal

Trabalhadores em transportes públicos da África do Norte unidos

24 Mar 2020

Sindicatos de trabalhadores em transportes urbanos da Argélia, Marrocos e Tunísia uniram forças em um workshop em Túnis, para debater como trabalhar juntos no programa Nosso Transporte Público.

Ativistas da FNTT, UMT e UGTT compartilharam atualizações sobre a situação atual do transporte público em Argel, Casablanca e Túnis. Todas as cidades têm extensos sistemas de trem, bonde, ônibus e metrô, além de teleférico e balsa em Argel.

O número de passageiros aumentou nos últimos anos, mas isso não acompanhou o aumento do uso de carros privados.

Um dos problemas que os trabalhadores enfrentam em todos os países é a falta de investimento na infraestrutura de transporte público e veículos antigos.

Um problema sério para todos os trabalhadores é saúde e segurança. Algumas frotas são constituídas de ônibus usados importados da Europa, mas a manutenção e o fornecimento de peças de reposição para esses veículos podem ser difíceis. Além disso, os ônibus antigos têm um impacto negativo sobre a saúde dos trabalhadores, assim como sobre o meio ambiente local.

Os sindicatos estão também lidando com o impacto da nova tecnologia, com mais passageiros usando aplicativos de horários em tempo real de ônibus e trens. Alguns sindicatos comunicaram que têm trabalhado junto aos sindicatos de taxistas e associações de motoristas, assim como motoristas de empresas de transporte por aplicativos.

Os sindicatos continuarão a trabalhar juntos na região para fortalecer a solidariedade sindical e desenvolver estratégias para transporte público integrado em Argel, Casablanca e Túnis.

Publicar um novo comentário

Restricted HTML

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <cite> <blockquote cite> <code> <ul type> <ol start type> <li> <dl> <dt> <dd> <h2 id> <h3 id> <h4 id> <h5 id> <h6 id>
  • Lines and paragraphs break automatically.