Ir para o conteúdo principal

Sindicatos conclamam governos a apoiarem a convenção da OIT sobre violência no trabalho

03 Mar 2015
Afiliados da ITF do mundo todo conclamam seus governos e organizações patronais que pressionem por uma convenção da OIT para parar a violência de gênero no trabalho, como parte de seus preparativos para celebrar o Dia Internacional da Mulher, em 8 de março.

Eles apoiam a campanha dA ITUC para persuadir o Conselho de Administração da OIT em sua próxima reunião, que vai de 12 a 27 de março, a estabelecer um padrão trabalhista internacional contra a violência no trabalho que afete tanto mulheres quanto homens. A sessão anterior do Conselho de Administração, em novembro de 2014, adiou a decisão, de forma que os sindicatos querem garantir que está proposta de importância vital faça parte da agenda desta vez.

A violência no trabalho baseada em gênero é uma violação dos direitos humanos que pode incluir violência sexual bem como abuso e intimidação de ordem verbal e psicológica. Hoje em dia, a maioria dos países focaliza principalmente a criminalização dos violadores, o que requer um grau de ônus da prova maior que o de assédio sexual e deixa a questão das relações no local de trabalho intacta.
 
A coordenadora das trabalhadoras em transportes da ITF, Alison McGarry, declarou: “Um tal padrão internacional faria uma diferença enorme e eu conclamo todos os nossos afiliados a que aumentem a pressão de forma a que o conquistemos. De forma que, por favor, façam lobby perante seus governos e empregadores.
 
“Entre 40 e 50 por cento das mulheres já experimentaram avanços sexuais indesejados, contato físico e outras formas de assédio sexual no trabalho. A convenção reduziria tais riscos e aumentaria a independência econômica das mulheres e sua produtividade no trabalho. Também ajudaria a melhorar a saúde e a segurança no trabalho, melhoraria relações no setor e criaria uma cultura de local do trabalho onde a violência baseada em gênero não seria tolerada.”
 
Nos Estados Unidos, o Teamsters, sindicato afiliado à ITF, juntou-se a diversos grupos para enviar uma carta para representantes da comunidade empresarial na OIT, a fim de que apoiem a convenção.
 
Os sindicatos afiliados à ITF estão planejando uma série de eventos para o Dia Internacional da Mulher, incluindo prestar solidariedade à líder sindical Jimena López, demitida de seu emprego de tripulante de cabine na LAN Ecuador, em outubro de 2014.
 
Visite 8march2015.org para encontrar informação e materiais que causarão impacto no Dia Internacional da Mulher. Certifique-se de dar publicidade a isso em seus próprios canais e redes, e conte à ITF sobre seus eventos.

Publicar um novo comentário

Restricted HTML

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <cite> <blockquote cite> <code> <ul type> <ol start type> <li> <dl> <dt> <dd> <h2 id> <h3 id> <h4 id> <h5 id> <h6 id>
  • Lines and paragraphs break automatically.