Ir para o conteúdo principal

ITF condena suspensão de membros de sindicato em Auckland

21 May 2019
Comunicado à imprensa
A Federação Internacional dos Trabalhadores em Transportes (ITF) condena veementemente a supensão não remunerada por 30 dias de membros de sindicato pelo empregador espanhol Construcciones y Auxiliar de Ferrocarriles (CAF) em Auckland, na Nova Zelândia.

Como parte da campanha por salários mais justos, membros do Sindicato dos Transportes Ferroviários e Marítimos (RMTU), afiliado à ITF, haviam planejado uma greve parcial que tinha por intenção evitar a excessiva interrupção do transporte. A resposta agressiva da empresa a uma convocação do RMTU por greve limitada é uma infeliz reação desproporcional e passa por cima dos direitos humanos fundamentais de greve e de uma vida decente.

A CAF emprega trabalhadores responsáveis por fazer manutenção e reparos nos trens de passageiros de Auckland. A mão de obra, em grande parte migrante, recebe 13% menos que aqueles que fazem o mesmo trabalho para outras empresas, como  a KiwiRail. No entanto, a CAF aumentou a sua receita em 39%, chegando a lucrar 2 bilhões de euros em 2018, sendo que os resultados do primeiro trimestre demonstram um aumento de 20% de lucro líquido. É evidente, com base nesses números, que o aumento está ao alcance da empresa.

O secretário geral da ITF, Stephen Cotton, comentou: “A ITF e os seus afiliados não tolerarão empresas que exploram trabalhadores vulneráveis. Estes trabalhadores desempenham um serviço de manutenção vital e especializado; eles são os guardiães da segurança dos passageiros de trem. ”

“Além disso, eles cuidam dos trens elétricos de Auckland, sendo que o transporte público eletrificado é vital para reduzir a emissão de carbono nas cidades e melhorar a qualidade de vida. Mas isto não se sustenta sem trabalho decente e direitos sindicais. Conclamamos a CAF a imediatamente dar término à suspensão e pagar aos trabalhadores em Auckland um salário decente.”

Publicar um novo comentário

Restricted HTML

  • Allowed HTML tags: <a href hreflang> <em> <strong> <cite> <blockquote cite> <code> <ul type> <ol start type> <li> <dl> <dt> <dd> <h2 id> <h3 id> <h4 id> <h5 id> <h6 id>
  • Lines and paragraphs break automatically.
  • Web page addresses and email addresses turn into links automatically.