Ir para o conteúdo principal

Federação Indiana de Trabalhadores em Transportes Baseados em Aplicativos é lançada em Mumbai

06 Jan 2020
Comunicado à imprensa

Mais de 150 motoristas, líderes e delegados ativistas de diversas cidades reuniram-se em Mumbai, na Índia, em 21 e 22 de dezembro, para votar pela criação da Federação Indiana de Trabalhadores em Transportes Baseados em Aplicativos (IFAT).

A conferência foi formalmente aberta por Shri Raja Sridhar, presidente do Hind Mazdoor Sabha e membro do Comitê Executivo da ITF; Shri Sachin Ahir, ex-ministro do governo de Maharashtra e presidente do Maharashtra Rajya Rashtriya Kamgar Sangh (MRRKS) foi o convidado de honra.

O evento também teve a presença de muitos líderes sindicais baseados em Mumbai dos setores ferroviário, portuário, rodoviário e aeroviário.

A conferência da IFAT elegeu Shaik Salauddin do Comitê Telangana de Ação Conjunta como seu primeiro secretário geral. Ele disse: “Este é um momento histórico e marca o crescimento dos sindicatos locais de OLA-UBER e dos de outros motoristas baseados em aplicativos por toda a Índia, com o seu desejo de falar em uníssono com o governo central e os seus respectivos governos estaduais.”

A convenção fundadora de dois dias teve o comparecimento de líderes dos motoristas de Delhi NCR, Jaipur, Lucknow, Hyderabad, Chennai, Bengaluru, Cochin, Mumbai, Mahabaleshwar, Panvel e Bhopal.

“Esta federação emergiu após dois anos de trabalho e diversas reuniões entre as lideranças dos motoristas de todos os diferentes estados, de forma a formar uma rede, compartilhar histórias de sindicatos lutando pelos direitos dos motoristas nas empresas baseadas em aplicativos e de carona compartilhada de diferentes partes do mundo, e ajudar a desenvolver as capacidades de realização de campanha dos sindicatos daqui,” disse Sangam Tripathy, secretário regional assistente da ITF para Ásia-Pacífico.

“Eu comecei a vir a essas reuniões realizadas pelo RMMS um ano atrás e estou certo de que a federação irá crescer a passos largos ao longo dos próximos 12 meses,” disse Somasekhar, presidente do Sindicato Namma Chalakara, Bengaluru, que foi eleito secretário adjunto da IFAT.

O processo de construção que resultou na federação nacional foi, ao longo de dois anos, orientado pela ITF e por Biju Mathew, secretário da Aliança de Taxistas de Nova York (NTWA) dos EUA.

A IFAT tem por intenção ser rápida com relação às reivindicações para regulamentar o setor dos taxis baseados em aplicativos e garantir que o novo código laboral do governo da Índia inclua a previdência para o setor dos motoristas baseados em aplicativos.

“Faremos pressão igual sobre os governos estaduais e o central”, declarou Kamaljeet Gill, vice-presidente da nova federação.

Em Maharashtra, com o novo governo parlamentar de Shiv Sena, do NCP, Mumbai ganha foco especial, dado que o esquema regulatório para os táxis aguarda há 18 meses a sua implementação.

“Com o apoio pleno da IFAT e do MRRKS, conduzido por Sachinbhau Ahir, esperamos certamente nos tornarmos a primeira cidade a produzir um arcabouço regulatório inconsútil para proteger os motoristas em Mumbai”, declarou Prashant Sawardekar, chefe da unidade Ola-Uber do MRRKS.

Publicar um novo comentário

Restricted HTML

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <cite> <blockquote cite> <code> <ul type> <ol start type> <li> <dl> <dt> <dd> <h2 id> <h3 id> <h4 id> <h5 id> <h6 id>
  • Lines and paragraphs break automatically.