Ir para o conteúdo principal

Marítimos se unem no Mundo Árabe

19 Feb 2019
Marítimos aportando em portos do Mundo Árabe receberão maior apoio e assistência após um compromisso com educação continua para sindicatos afiliados, firmado pela Federação Internacional dos Trabalhadores em Transportes (ITF).

No começo de fevereiro, a ITF, junto com o escritório regional para o Mundo Árabe, organizou um seminário de quatro dias em Tanger, no Marrocos, reunindo representantes de sindicatos afiliados de Marrocos, Argélia, Jordânia, Kuwait, Sudão e Tunísia. O seminário visou a fortalecer e realçar a capacidade de a região prover maior assistência aos marítimos aportando em portos do Mundo Árabe, e explicar os benefícios da negociação coletiva para os sindicatos afiliados à ITF que organizam os marítimos.

"Os pedidos dos marítimos por assistência na região do Mundo Árabe estão aumentando, de forma que a ITF está se concentrando em prover apoio financeiro e educacional aos sindicatos afiliados, para serem mais capazes de apoiar os marítimos aportando em portos do Mundo Árabe," disse Steve Trowsdale, Coordenador da Inspetoria da ITF.

In 2017, a ITF lidou com 79 casos na região e coletou mais de 600.000 dólares em salários devidos. Em 2018, a ITF tratou de mais de 100 casos após pedidos da tripulação e coletou salários atrasados no valor de quase 2.000.000 de dólares.

"O recente seminário atendeu à necessidade de garantir que todos os contatos da ITF da região tenham pleno conhecimento, e sejam atualizados a respeito, da Convenção do Trabalho Marítimo e de outros instrumentos necessários para prover assistência de qualidade para marítimos que aportem em portos da região, particularmente levando em consideração as dificuldades no trato dos casos de abandono – uma prática notória nos portos árabes," disse Mohamed Arrachedi, Coordenador da ITF para a Rede do Mundo Árabe.

"O seminário é apenas parte de um forte sinal enviado à indústria maritime de que a ITF e seus sindicatos afiliados do Mundo Árabe estão unidos com os marítimos do restante do mundo e que, como resultado, estão mais preparados para responder a todo tipo de abuso e má prática. Unimo-nos para enviar uma mensagem clara e forte de que não há lugar no Mundo Árabe para abusar dos marítimos que chegam aos nossos portos," disse Arrachedi.

Um segundo seminário está previsto para acontecer em junho em Beirute, no Líbano, o qual reunirá participantes de Líbano, Iêmen, Iraque, Omã e Jordânia.

 

Publicar um novo comentário

Restricted HTML

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <cite> <blockquote cite> <code> <ul type> <ol start type> <li> <dl> <dt> <dd> <h2 id> <h3 id> <h4 id> <h5 id> <h6 id>
  • Lines and paragraphs break automatically.