Ir para o conteúdo principal

ITF irá trabalhar mais próxima da federação que representa os trabalhadores dos serviços de tráfego aéreo

22 Jan 2019
A Federação Internacional dos Trabalhadores em Transportes (ITF) assinou um memorando de entendimento com a Federação Internacional de Associações de Gestão de Informação Aeronáutica (IFAIMA) para representar os interesses dos trabalhadores dos serviços de tráfego aéreo no mundo todo.

Na segunda-feira, 14 de janeiro, o secretário geral da ITF, Stephen Cotton, e o presidente da IFAIMA, Fernando Henriques Lopes, assinaram um memorando para aproximar o trabalho das duas federações. O documento reconhece uma relação complementar entre a especialidade da ITF em questões sociais e sindicais e a especialidade da IFAIMA em questões técnicas e profissionais.

ITF e IFAIMA concordaram em coordenar esforços em questões de interesse mútuo, especialmente quando representando os aeroviários na Organização Internacional da Aviação Civil, na Organização Internacional do Trabalho e em outras instituições multilaterais.

No começo da semana, o secretário de aviação civil da ITF, Gabriel Mocho Rodriguez, também escreveu aos sindicatos representando os controladores de voo e as equipes de serviços de tráfego aéreo afetados pela prolongada paralização do governo americano. A ITF apoia integralmente a demanda dos sindicatos de que se continue a pagar aos trabalhadores pelo trabalho essencial que fazem neste momento difícil.

A ITF afilia sindicatos de aviação do mundo todo, incluindo aqueles representando os trabalhadores do controle de tráfego aéreo e de serviços de trafego aéreo num sentido mais amplo, ao passo que os membros da IFAIMA se encontram em 81 países de todas as regiões do mundo. Ambas federações anseiam por uma relação de trabalho produtiva ao longo dos próximos anos.

Publicar um novo comentário

Restricted HTML

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <cite> <blockquote cite> <code> <ul type> <ol start type> <li> <dl> <dt> <dd> <h2 id> <h3 id> <h4 id> <h5 id> <h6 id>
  • Lines and paragraphs break automatically.