Ir para o conteúdo principal

AGA da XPO: Sindicatos exigem ação em saúde e segurança para salvar vidas

01 Jun 2020
Comunicado à imprensa
Os sindicatos estão exigindo uma providência da XPO com relação à saúde e segurança durante a convocação da empresa para sua assembleia geral anual europeia.

Amanhã (28 de maio), a gigante da logística XPO realizará a AGA de 2020 da sua divisão europeia. Isso ocorre logo após as notícias de que, pelo menos, seis trabalhadores na França, Itália, Grã-Bretanha e Países Baixos morreram após contraírem Covid-19.

Ainda este mês, os trabalhadores da XPO deram indícios de padrões de saúde e segurança insuficientes aos investidores, antes da AGA paralela da empresa nos EUA. Entretanto, a AGA da Europa está sendo realizada a portas fechadas e os acionistas não têm permissão para comparecer online ou pessoalmente.

Apesar desses obstáculos, os sindicatos enviaram três questões principais para a administração da XPO antes da AGA de amanhã:

  1. A XPO tem dados sobre o número de seus trabalhadores com suspeita ou confirmação de Covid-19, incluindo o número de mortos?
  2. A XPO concordará em estabelecer com urgência um Fórum Global de Saúde e Segurança Ocupacional com a colaboração dos sindicatos para responder à pandemia de Covid-19?
  3. A XPO cumprirá sua obrigação nos termos da lei francesa de consultar os sindicatos sobre seu Plano de Vigilância, a fim de impedir abusos trabalhistas na sua cadeia de suprimentos?

Em 1º de outubro de 2019, muito antes da pandemia de Covid-19 chegar à Europa, os sindicatos emitiram uma notificação formal para a XPO consoante a Lei de Vigilância da França. Sendo uma empresa com sede na França, a XPO Europe é obrigada a tomar medidas razoáveis para impedir abusos trabalhistas na sua cadeia de suprimentos, assim como comunicar as providências tomadas e sua eficácia.

Inicialmente, a XPO recusou-se a responder positivamente à notificação formal, porém agora a empresa tentou melhorar seu Plano de Vigilância muito básico. Embora seja bom que a XPO tenha começado a ouvir os sindicatos e a fazer esforços para cumprir a lei, o Plano atual ainda é insuficiente.

Principalmente, ao revisar seu Plano, a XPO deve consultar os sindicatos que representam os trabalhadores em todos os países onde ela atua. Ontem, advogados atuando em nome da Rede Global de Sindicatos da XPO, escreveram para a empresa clamando que cumpram integralmente com a lei, incluindo com a exigência de consulta com os sindicatos.

O Secretário das Seções de Transporte Interior da ITF, Noel Coard, disse: “A XPO começou a sentir a pressão das exigências dos sindicatos para que sejam feitas algumas alterações no seu Plano de Vigilância. Entretanto, ainda há muito mais trabalho a ser feito. Os trabalhadores da XPO morreram de Covid-19 enquanto trabalhavam. Embora não possamos determinar com certeza onde esses trabalhadores contraíram o vírus, temos que nos perguntar o quanto a resposta da XPO teria sido mais eficaz se a empresa estivesse colaborando com os sindicatos internacionalmente.”

“Amanhã, os sindicatos levarão novamente suas exigências para a AGA da XPO, a fim de tentar apelar para o bom senso da empresa. A Covid-19 demonstrou o dano que pode causar quando normas trabalhistas rigorosas não são consistentemente cumpridas. É hora da XPO tomar uma atitude e proteger sua força de trabalho contra a pandemia organizando um Fórum Global de Saúde e Segurança Ocupacional com os sindicatos na mesa.”

Publicar um novo comentário

Restricted HTML

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <cite> <blockquote cite> <code> <ul type> <ol start type> <li> <dl> <dt> <dd> <h2 id> <h3 id> <h4 id> <h5 id> <h6 id>
  • Lines and paragraphs break automatically.