Ir para o conteúdo principal

Vitória histórica dos portuários espanhóis

20 Mar 2017
Os portuários espanhóis derrotaram um plano governamental controverso para mudar as normas que regem os portos espanhóis.

A ITF e a ETF têm dado o seu apoio aos trabalhadores desde que a União Europeia abriu contra a Espanha um procedimento por violação da liberdade de estabelecimento nos portos, em 2013. Esta semana, a proposta para liberalizar o trabalho portuário – pondo em risco o emprego de milhares de portuários – foi rejeitada pelo parlamento espanhol. 

O presidente da ITF, Paddy Crumlin, que também é chefe de sua seção de portuários, declarou: “Isto vem mostrar o poder dos portuários na Espanha e eu os felicito por fazer o governo recuar. Qualquer um que se importe com a Espanha, com os empregos espanhóis e com a imagem internacional do país sabe o quanto este plano é indecoroso. Mas foi preciso que houvesse uma oposição firme dos trabalhadores, que receberam solidariedade internacional, para que os políticos se mobilizassem a ponto de derrotar a medida”.

A coordenadora marítima da ITF, Jacqueline Smith, acrescentou: “Temos claro que este não é o fim dos ataques às condições, de forma que, ao mesmo tempo em que a ITF dá os parabéns aos portuários espanhóis pela sua vitória e a agradece aos milhares de afiliados que manifestaram sua solidariedade, sabemos que temos que nos preparar para a próxima rodada de ataques que haverá na Espanha nos próximos meses”.

Livia Spera, secretária política da ETF para portuários e pesqueiros, concluiu: “A batalha dos portuários espanhóis é a de todos os trabalhadores da Europa. Se o governo espanhol tivesse conseguido levar adiante seus planos, teria sido mais um agressivo e destrutivo plano econômico neoliberal. Em nome de todos os trabalhadores, damos os parabéns aos nossos afiliados e a todos os portuários espanhóis pela sua vitória. Estamos orgulhosos deles e de sua incansável luta por um setor de transportes mais justo na Europa”.

 

Publicar um novo comentário

Restricted HTML

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <cite> <blockquote cite> <code> <ul type> <ol start type> <li> <dl> <dt> <dd> <h2 id> <h3 id> <h4 id> <h5 id> <h6 id>
  • Lines and paragraphs break automatically.