Ir para o conteúdo principal

Sindicatos da ITF se mobilizam pelos líderes sindicais tailandeses

22 Jan 2019
Sindicatos ferroviários da ITF do mundo todo mobilizaram-se em apoio a um grupo de líderes sindicais tailandeses que sofrem perseguição.

Ativistas de Índia, França, Coreia do Sul, Reino Unido, Japão e Turquia agiram solidariamente e enviaram mensagens para as embaixadas da Tailândia em seus países.

SRUT Thailand rail India

Os sete líderes do Sindicato da Estatal Ferroviária da Tailândia (SRUT) foram demitidos por terem feito uma campanha de segurança, mas foram readmitidos. Todavia, apesar de terem sido declarados inocentes, terão que pagar uma multa esmagadora de THB 24 milhões (US$ 726.116) imposta pela Supremo Tribunal Tailandês.

Na semana passada, uma delegação de alto nível da ITF foi à Tailândia e reuniu-se com representantes do ministério dos Transportes, do ministério do Trabalho e da Organização Internacional do Trabalho (OIT) para pedir justiça para os trabalhadores, após uma luta de dez anos.

SRUT Thailand rail UK

Sawit Kaewvarn, presidente do SRUT, declarou: “Agradecemos pelo apoio e pelos esforços da ITF e de seus sindicatos. Isso nos mantém fortes e tem nos ajudado a vencer algumas batalhas nessa luta de dez anos. Não vamos recuar porque sabemos que não fizemos nada errado, e estou certo de que esta missão da ITF irá nos ajudar a finalmente alcançar justiça”.

O chefe de transporte interior da ITF, Noel Coard, comentou que as reuniões com o governo tailandês foram positivas, mas que agora era preciso passar das palavras à ação e mostrar que a Tailândia respeita os direitos sindicais.

 

Publicar um novo comentário

Restricted HTML

  • Allowed HTML tags: <a href hreflang> <em> <strong> <cite> <blockquote cite> <code> <ul type> <ol start type> <li> <dl> <dt> <dd> <h2 id> <h3 id> <h4 id> <h5 id> <h6 id>
  • Lines and paragraphs break automatically.
  • Web page addresses and email addresses turn into links automatically.