Ir para o conteúdo principal

ITF saúda Israel por abertura de processo por ataque incendiário que matou família

11 Jan 2016
A ITF saúda Israel pela abertura do processo por homicídio decorrente do ataque incendiário que matou um menino palestino de 18 meses de idade e os seus pais em julho de 2015.

Uma delegação da ITF visitou a casa da família em Duma, um povoado rural na margem occidental, e reuniu-se com parentes durante uma missão sindical a Israel e à Palestina que se deu em setembro do ano passado. Assista a um video sobre a visita >>

A finalidade da delegação era promover maior cooperação e iniciativas construtivas entre os trabalhadores em transportes dos dois países e progrediu-se muito na identificação de novas oportunidades e na consolidação de iniciativas da ITF já existentes, particularmente quanto aos postos de vistoria de caminhões nos dois países.

No domingo, procuradores abriram processo contra um adulto e um menor por assassinato com motivação racial, num forum nas redondezas de Tel Aviv, pelas mortes de Ali Dawabsheh, sua mãe e seu pai, Saad e Riham, respectivamente. O ataque perpetrado na parte ocupada da margem ocidental foi um dos catalizadores da mais feroz eclosão de violência urbana acontecida na região em anos recentes.

O presidente da ITF, Paddy Crumlin, e o secretário geral da entidade, Steve Cotton, fizeram parte da delegação de setembro, a qual também incluiu representantes da Confederação Sindical Internacional, da Unifor e da Organização de Marítimos de Cingapura. Crumlin declarou: “Apoiamos a ação tomada pelos procuradores de Israel; é um bom começo. Todavia, seria errado fazer de conta que não há muito mais a ser feito.

“Visitamos a casa da família Dawabsheh, falamos com os parentes da família assassinada, testemuhamos o sofrimento a que estão sendo submetidos homens e mulheres em situação de extrema de necessidade. A ITF apoia a igualdade na região, embasada no nosso entendimento de que a igualdade é intrínseca à justiça. Essa indignação em particular tem atraído enorme atenção mundo afora, mesmo numa área em que atos de violência e desrespeito aos direitos humanos são comuns. É claro que há diversos outros casos de ataques crimosos para os quais não se faz justiça de maneira eficiente e dentro do prazo. Milhares de outras famílias vivenciam o luto e o sofrimento. Gostaríamos que se agisse também em seu nome, mediante uma aplicação da lei equilibrada e isenta. Os assentamentos ilegais em territórios palestinos são uma flagrante provocação que requer redirecionamento.

“A ITF continuará dedicando tempo, recursos e esforços para que se alcance a cooperação e a paz, trabalhando para fortalecer os direitos e as garantias dos trabalhadores em transportes, de forma a que haja economias estáveis e produtivas e comunidades pacíficas e seguras na Palestina e em Israel."

Saiba mais sobre o fundo da ITF em apoio a Gaza.

Publicar um novo comentário

Restricted HTML

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <cite> <blockquote cite> <code> <ul type> <ol start type> <li> <dl> <dt> <dd> <h2 id> <h3 id> <h4 id> <h5 id> <h6 id>
  • Lines and paragraphs break automatically.