Ir para o conteúdo principal

400.000 portuários defendem Seward, no Alasca, contra a Possehl Erzkontor e a Alaska Logistics

11 Jun 2020

Os portuários da ITF, representando 400.000 trabalhadores portuários em todo o mundo, prestam solidariedade a nossas companheiras e companheiros de Seward, Alasca, representados pelo Sindicato dos Trabalhadores de Portos e Armazéns (ILWU, Unidade 60).

Nós condenamos as ações da Possehl Erzkontor GmbH (Peter Cremer) e da Alaska Logistics, que recentemente contrataram estivadores não sindicalizados, de fora do estado, para fazer trabalhos historicamente feitos por membros da Unidade 60 do ILWU. As ações da Alaska Logistics são nada menos que ataques ao sindicato.

Condenamos, ainda, a prisão de cinco membros do ILWU por piquete e acusados pela polícia de Seward de desobediência civil, simplesmente porque estavam defendendo bons empregos na comunidade. Pedimos que as queixas sejam retiradas e que a polícia reconheça os direitos previstos na primeira emenda da Constituição dos Estados Unidos.

Nunca em nossa existência vimos tanta incerteza econômica – a maior desigualdade econômica, níveis recorde de desemprego e ataque a direitos sindicais. Alaska Logistics, ao contratar trabalhadores com salários inferiores, ameaça a subsistência econômica de Seward. Por décadas, o árduo trabalho das companheiras e companheiros do ILWU, juntamente com seu poder econômico de compra, têm ajudado pequenas empresas e a comunidade local a prosperarem. Isso agora está em risco.

Paddy Crumlin, presidente da ITF e presidente da Seção de portuários, disse: “A Alaska Logistics precisa ser responsabilizada por seus ataques ao sindicato. Os políticos locais precisam intervir para deter a espiral descendente, garantindo que o trabalho seja feito por estivadores qualificados.”

“Além disso, a prisão de cinco estivadores é repugnante, esses homens e mulheres estavam defendendo sua comunidade. Continuaremos a apoiar nossas companheiras e companheiros da Unidade 60 do ILWU até que a Alaska Logistics volte atrás.”

“A Possehl Erzkontor GmbH (Peter Cremer) e a Alaska Logistics devem ser responsabilizadas, é hora da Possell Erzkontor intervir para garantir que a comunidade dos trabalhadores não seja mais prejudicada.” disse Paddy Crumlin.

Publicar um novo comentário

Restricted HTML

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <cite> <blockquote cite> <code> <ul type> <ol start type> <li> <dl> <dt> <dd> <h2 id> <h3 id> <h4 id> <h5 id> <h6 id>
  • Lines and paragraphs break automatically.