Sindicato da ITF assume questão dos ônibus autônomos

Um sindicato da ITF iniciou campanha contra as propostas para incluir ônibus autônomos, depois que o assunto já havia sido excluído do desenvolvimento de planos.

O Sindicato dos Trabalhadores em Transportes da América (TWU) lançou uma coalisão contra o esquema em Ohio com base em segurança.

O presidente do TWU, John Samuelsen, disse: "Não vamos permitir que ninguém entregue nossos empregos a robôs: simplesmente não vamos.

"Os motoristas são importantes demais para a segurança dos passageiros e da população e esses empregos da classe trabalhadora são importantes demais para famílias da classe trabalhadora.

"Se os políticos e os especuladores tentarem varrer esses empregos, encontrarão imensa resistência.

"A nossa luta é para garantir que a tecnologia seja usada para melhorar a segurança física e patrimonial enquanto se mantém a presença humana à frente dos veículos com passageiros."

Membros da Federação Americana de Professores e do Sindicato Amalgamado do Trânsito apoiam a campanha do TWU.

O coordenador da ITF para o futuro do trabalho, Mac Urata, acrescentou: "Isto mostra o quão importante é para os trabalhadores e os seus sindicatos estarem envolvidos em quaisquer planos para introduzir a automação no trabalho dos transportes.

"Os trabalhadores não se opõem a qualquer tecnologia, mas são especialistas no campo. Eles são quem mais sabe o que funciona ou não. Qualquer esquema está fadado ao fracasso se não os envolver logo de início."

O TWU produziu este filme sobre esta campanha.

 

Inclua seu comentário

Todos os comentários