Tribunais turcos reconfirmam o TÜMTIS, filiado à ITF, como sindicato representativo na DHL Express

Tribunais turcos voltaram hoje a confirmar o TÜMTIS como o sindicato representativo na DHL Express. ITF e ETF congratulam o seu sindicato turco por este resultado e conclamam a DHL Express da Turquia a apressar o passo rumo à negociação.

Os membros do TÜMTIS têm feito piquetes desde 17 de julho de 2017, protestando contra a recusa da DHL Express de reconhecer o seu direito legal a uma convenção coletiva.

O ministério do Trabalho da Turquia emitiu um protocolo oficial em prol do reconhecimento do TÜMTIS na DHL Express no começo de 2017, após o registro de todos os trabalhadores sindicalizados da DHL Express. Todavia, a diretoria da DHL Express se opôs a isso em 8 de março de 2017 e entrou com processo judicial. Esta tática é usada para fazer demorar o processo de reconhecimento ao mesmo tempo em que se aumenta a pressão sobre os trabalhadores por meio de demissões, discriminação e intimidação. O TÜMTIS teve que esperar até hoje, quinta-feira, 5 de junho de 2018, pela decisão do tribunal.

Frank Moreels, presidente da ETF, declarou: “A DHL precisa parar com o bullying e a procrastinação. É hora de ouvir os trabalhadores e os tribunais e de sentar-se à mesa para negociar um acordo decente. Na verdade, isto nunca devia ter acontecido. A DHL tem um acordo global com ITF e UNI, pelo qual promete reconhecer os sindicatos. Então por que esperar?

A DHL Express te 15 dias para recorrer contra a decisão do tribunal. Eduardo Chagas, Secretário Geral da ETF, convida os afiliados a participarem ativamente no dia de ação global, na sexta-feira, 8 de junho de 2018. Trabalhadores do mundo todo prestarão solidariedade ao TÜMTIS e exigirão que a DHL não recorra contra a decisão do tribunal. 

 

Inclua seu comentário

Todos os comentários