ITF faz apelo por boa prática empresarial no 7º sobre negócios e direitos humanos da ONU

No 7º forum da ONU sobre negócios e direitos humanos realizado em Genebra, na Suíça, de 26 a 28 de novembro, a ITF reivindicou boas práticas por parte das empresas, de forma a que respeitem os direitos trabalhistas de todos os seus empregados, incluindo trabalhadores ao longo de suas cadeias de suprimento e outros que sejam afetados por suas relações empresariais.

Representantes do mundo dos negócios – que formaram um terço dos 2.500 delegados de governos, sindicatos, sociedade civil e organizações internacionais – foram lembrados de que o engajamento com os sindicatos é fundamental.

O Secretário Geral adjunto da ITF, Rob Johnston, participou de painéis sobre auditoria jurídica de trabalho e direitos humanos: “No trabalho marítimo, a ITF desenvolveu com sucesso o único acordo coletivo global plenamente efetivo com representantes dos armadores e proprietários navais.

“Ele é monitorado e aplicado por um corpo de inspetores da ITF e nos permitiu recuperar mais de US$ 313 milhões em salários devidos a gente do mar nos últimos dez anos”.

Ele também salientou os exemplos de a ITF trabalhando em conjunto com os empregadores para proteger os direitos dos trabalhadores em transportes ao redor do mundo, e de como as empresas multinacionais podem engajar-se com os sindicatos para melhorar a implementação da auditoria jurídica em direitos humanos.

O sr. Johnston acrescentou: "A ITF procura trabalhar com os empregadores quando houver o compromisso genuíno de respeitar os direitos dos trabalhadores, mas não tem medo de desafiar aqueles que não o tiverem, razão pela qual desenvolver legislação internacional vinculante é tão importante."

Ele assinalou o trabalho que a ITF vem fazendo com o Thai Union e o Greenpeace rumo a eliminar violações dos direitos trabalhistas, incluindo o trabalho forçado e o tráfico na cadeia de suprimento dos frutos do mar da Tailândia, e apresentou um projeto com a Unilever já e andamento.

181205ITF Calls For Good Business Practice At 7th UN Business And Human Rights Forum2

Edwin Atema, do FNV – Stichting VNB, chamou atenção para que se pare de explorar os caminhoneiros na Europa. Ele explicou que sindicatos são chave em trazer à tona problemas na base da cadeia de suprimento, mostrando-os para aqueles no topo e reivindicando as necessárias mudanças.

Dado que a declaração dos direitos humanos da ONU celebra o seu 70º aniversário este ano, a ITF apoia um tratado vinculante sobre negócios e direitos humanos, considerando-o necesário para acabar com o abuso nas cadeias de suprimento.

 

Inclua seu comentário

Todos os comentários