Nermin Al-Sharif recebe de volta seu passaporte, graças a campanha sindical

A líder sindical líbia Nermin Al-Sharif teve o seu passaporte devolvido e está agora livre para viajar, seguido ao imenso apoio sindical que resultou de um apelo feito pela ITF e pela LabourStart.

Nermin, secretária geral do Sindicato dos Portuários e Marítimos da Líbia, filiado à ITF, foi detida por diversas horas e teve o seu passaporte confiscado, o que a impediu de viajar a um evento internacional de mulheres ativistas da ITF que se deu no Marrocos. Ela foi vítima de ataques contínuos, o que incluiu um atentado contra sua vida no começo deste ano.

A campanha movida por ITF e LabourStart recebeu o apoio de mais de 6.800 pessoas de 141 países e territórios.  

A Sra. Al-Sharif disse o seguinte: “Graças à ITF e seus membros, não me sinto sozinha. Com todas essas mensagens de apoio, as autoridades que agiram contra mim viram-se obrigadas a ouvir, sentar-se comigo e me garantir que agora estou livre. A pronta resposta da família ITF foi algo que me fortaleceu de verdade. Vida longa à ITF.”

O secretário geral da ITF para o Mundo Árabe, Bilal Malkawi, comentou que a campanha foi o principal motivo para esse desenlace e dava outra forte demonstração de que a família mundial da ITF não tolera que persigam e reprimam sindicalistas que apenas exercem seu papel legal. Ele acrescentou que espera que o gesto seja o começo de uma mudança fundamental no comportamento das autoridades líbias.

Em novembro, representantes dos sindicatos da ITF de portuários e marítimos emitiram uma declaração coletiva exigindo a imediata devolução do passaporte de  Nermin e que lhe fosse permitido trabalhar sem restrições, com proteção governamental.

 

Inclua seu comentário

Todos os comentários